O momento no Campeonato Brasileiro incomoda os atleticanos. Com quatro derrotas consecutivas, o Galo saiu do G-4 e ocupa a nona colocação. A últrima vitória na competição aconteceu contra o Fluminense por 2 a 1, no Independência, no dia 21 de agosto.  Ao mesmo tempo, a equipe está a três jogos da possibilidade de conquistar um título inédito, que é a Copa Sul-Americana. 

O lateral Fábio Santos admitiu que a grande vontade é levantar o trofeu do torneio internacional. Mesmo assim, o jogador sabe que voltar a vencer no Brasileiro serve de confiança para o primeiro duelo da semifinal da Sul-Americana, contra o Colón, na quinta-feira (19), em Santa Fé, na Argentina. 

“Este é o nosso maior desafio. Tentar focar no Brasileiro, óbvio que a sul americana, falando por mim, é o meu desejo maior na temporada, é o que mais próximo da gente conquistar. Este é o nosso desafio. Tentar focar no Brasileiro, esquecer um pouco a Sul-Americana porque a gente que para chegar bem na Sul-Americana a gente tem que estar bem no Brasileiro”, destacou Fábio Santos. 

 

Apesar das quatro derrotas consecutivas no Brasileirão, o lateral considera que o Atlético tem jogado bem as partidas. “O desempenho tem sido agradável. Todo mundo tem ficado satisfeito com o nosso desempenho, mas uma coisa tem que andar junto com a outra, o resultado tem que andar lado a lado e, infelizmente, nos últimos jogos o resultado não tem vindo. A gente tem procurado conversar, entender o porquê o resultado não tem vindo”, explicou. 

Para o confronto contra o Internacional, domingo (15), às 11h, no Independência, pela 19ª rodada do Brasileirão, a tendência é que Rodrigo Santana escale um time quase todo titular. Ausências confirmadas são o zagueiro Igor Rabello, suspenso, e o volante Jair, com estiramento na coxa. Léo Silva e Ramón Martinez (ou Zé Welison) deverão ser os substitutos.