Em um clube no qual a camisa 9 tem mais história do que a emblemática 10, Lucas Pratto pode comemorar o bom início. Principal contratação para 2015, o atacante já marcou cinco gols nos sete primeiros jogos pelo Atlético. Em comparação com o começo das trajetórias de outros grandes goleadores alvinegros, o argentino é o único que não sentiu o gosto da derrota no período e só não anotou mais gols do que Diego Tardelli em 2009.

O antecessor no posto foi embora e deixou vago o papel de líder e referência técnica. Na primeira passagem pelo Galo, Tardelli fez 10 gols em sete partidas, mas o faro apurado não refletiu em sucesso coletivo, e a equipe somou apenas 52% de aproveitamento.

Maior artilheiro da história do clube, com 255 gols, Reinaldo balançou as redes três vezes nos sete jogos iniciais. Mas o Rei era apenas uma promessa – estreou aos 15 anos, em 1973. Na época, foi colocado em campo ao longo das partidas e, nas primeiras participações, viu o Galo ter um rendimento de 38% dos pontos disputados.

Outro com começo um tanto apagado foi o xodó Marques. Em 1997, fez um gol em sete jogos e festejou apenas duas vitórias.


CONFIANÇA

Depois de enfrentar um obstáculo inesperado – uma lesão na coxa que o tirou de combate por quase um mês – o centroavante vem empolgando a torcida alvinegra. Com o pênalti convertido no Ipatingão contra o Tombense, neste domingo, Pratto chegou a cinco tentos com a camisa alvinegra, com média de um gol por partida desde que retornou à equipe.

“O importante é que o time voltou a ganhar. Foi uma partida complicada, em um campo difícil e pesado. Mas é importante seguirmos nesta caminhada de vitórias para aumentarmos a nossa confiança”, afirmou o atacante após a vitória por 3 a 0 que deixou o Galo muito perto da classificação no Estadual.


RECORDE À VISTA

Com uma média tão elevada, Lucas Pratto já pode começar a sonhar com o primeiro recorde pelo clube. Se dobrar a contagem atual de gols, o camisa 9 encostará no conterrâneo Jesus Dátolo como o maior artilheiro estrangeiro do Atlético: 10 tentos cada um.