O jogo da vida. Assim o Colón encara o duelo contra o Atlético, nesta quinta-feira (26), no Mineirão, pela segunda partida da semifinal da Copa Sul-Americana. Depois de vencer o primeiro confronto, em Santa Fé, na Argentina, por 2 a 1, a equipe sabalera joga por um empate para se classificar para a decisão. 

Com 114 anos, o Colón nunca conquistou uma competição relevante. Por isso, a mobilização é intensa e os rubro-negros argentinos prometem invadir Belo Horizonte. Cerca de três mil torcedores estão a caminho da capital mineira para o duelo contra o Galo. 

Vários ônibus e carros particulares deixaram Santa Fé na manhã desta segunda-feira trazendo centenas de torcedores. Um outro grupo já está no Brasil e aproveita para curtir alguns dias no Rio de Janeiro antes de embarcar para BH. 

Apesar da modesta 17ª colocação no Campeonato Argentino, a campanha do Colón na Copa Sul-Americana empolga os torcedores. Com seis vitórias, duas derrotas e um empate, os sabaleros estão ansiosos com a possiblidade de disputar a primeira final de um torneio continental.