O drama das contusões está de volta ao Atlético. Marca da curta passagem de Paulo Autuori pela Cidade do Galo, as lesões atrapalham agora a vida do técnico Levir Culpi, que assumiu o time há menos de duas semanas e ainda busca a sua primeira vitória. Em três partidas, ele perdeu duas, ambas pelo Brasileirão, e empatou uma, com o Nacional, da Colômbia, que significou a eliminação do time na Libertadores ainda nas oitavas de final.

E nesta terça-feira (6), quando ele começa a montar o time que encara o Cruzeiro, no clássico de domingo (11), às 16 horas, no Independência, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, sua primeira conversa terá de ser com os médicos.

Os atacantes Jô e Guilherme se machucaram na derrota de domingo para o Goiás, no Horto, e nesta terça-feira (6) Levir já deve ter um direcionamento sobre a gravidade das lesões.  Uma certeza é a de que ele seguirá sem contar com Ronaldinho Gaúcho, que sofreu uma contusão muscular e ainda não tem previsão de volta. A possibilidade de ficar também sem Guilherme pode abrir a possibilidade de que Diego Tardelli exerça a função, assim como ele já fez no segundo semestre do ano passado, quando R10 ficou afastado dos gramados por dois meses por uma ruptura muscular.

Fora do jogo contra o Goiás, por cansaço muscular, Tardelli deve voltar ao time no domingo e com o desafio de recuperar espaço, pois foi muito criticado por Levir Culpi após o empate com os colombianos, quando não gostou de ser substituído por Guilherme. Além de Diego Tardelli, o zagueiro Leonardo Silva e os volantes Pierre e Leandro Donizete devem recuperar a titularidade no clássico. Outra volta aguardada é a do lateral-direito Marcos Rocha, que está há quase um mês afastado do time por lesão muscular sofrida na vitória de 1 a 0 sobre o Zamora, em 10 de abril, ainda pela primeira fase da Copa Libertadores.

Uma das principais opções ofensivas da equipe, o camisa 2 deve voltar a treinar com o grupo nesta terça-feira (6) à tarde, na Cidade do Galo, e dependendo da sua resposta, reassume a lateral direita.

Acertos

A preparação para o clássico começa com uma conversa dos jogadores com comissão técnica e diretoria. Depois de se reunir com o técnico Levir Culpi, o presidente Alexandre Kalil fará o mesmo, nesta terça-feira (6), com os atletas. Na conversa da noite de domingo, o treinador sugeriu que o dirigente ficasse junto do grupo no final de semana do clássico. Kalil se dispôs, inclusive, a se concentrar com o time.