O Atlético trabalha nos bastidores para qualificar o elenco que será entregue ao comando de Diego Aguirre em janeiro visando três competições no primeiro semestre. O Galo estará envolvido nas disputas da Libertadores, Primeira Liga e Campeonato Mineiro. Para isso, não apenas está atento ao mercado, como também aproveitará uma série de jogadores que foram emprestados ao longo desta temporada que finda.

O Galo busca jogadores no mercado sul-americano, como o meia atacante Mancuello, do Independiente-ARG, mas esbarra na forte concorrência do Flamengo de Muricy Ramalho, também ávido por reforços. O jovem meia Cazares, do Deportivo Cali, é um que está praticamente acertado e deverá vestir preto e branco em 2016.

“Está bem encaminhado. Vejo que o compromisso com o Daniel (Nepomuceno, presidente do Atlético) é que eles sejam apresentados na pré-temporada, mas nós vamos fazer o possível para que no decorrer do Natal e Ano Novo, o Daniel tenha condições de anunciar uma ou duas contratações”, disse Eduardo Maluf à Rádio Itatiaia.

Além de buscar alternativas no mercado, o Galo espera melhorar seu elenco com jogadores que estiveram em outras equipes neste ano, como o atacante Pablo, que ajudou o América a conquistar o acesso à elite do futebol nacional, e o meia Marion, que estava no Joinville. Com isso, seriam necessárias apenas contratações pontuais, já que a manutenção do elenco que conquistou o vice-campoeonato nacional foi uma das prioridades da direção alvinegra antes mesmo da contratação de um novo treinador.

“(A expectativa) É de estar com o grupo fechado. A nossa expectativa é de fazer, fora a volta desses jogadores (emprestados), três a quatro contratações de nível muito bom para o Atlético. A ideia é que eles se apresentem para a pré-temporada”, completou.

Como é de praxe, Maluf evitou cravar nomes e comentar o andamento das tratativas com os possíveis jogadores que deverão se unir ao grupo atleticano para a próxima temporada.

“Não vou falar, porque posso criar uma expectativa muito ruim no torcedor e se acontecer de você não contratar, você fica como incompetente. Tem jogadores que nós estamos tentando e não vamos conseguir contratar se o Corinthians quiser e se o Flamengo quiser. Nós temos um orçamento dentro de uma realidade nossa e temos que ser criativos para buscar estes jogadores. Na hora que começam a ser divulgados nomes, aparecem diversos clubes interessados que acabam atrapalhando a negociação”, concluiu.

O Atlético retoma suas atividades no começo de janeiro e terá um torneio amistoso nos EUA antes de começar as atividades oficiais com as disputas da Liga, Mineiro e do torneio continental, que terá o Galo pela quarta vez consecutiva e agora como cabeça de chave do grupo 5.