Time com maior número de vitórias entre os integrantes da Série A (30), este ano, e o segundo em quantidade de gols marcados (80), o Galo quer ampliar tais vantagens, neste domingo, contra o Corinthians, na casa do adversário, pela 17ª rodada do Brasileirão. 

O desafio, porém, é árduo, principalmente se levado em consideração o histórico dos mineiros na Arena Corinhtians, em São Paulo: já são seis partidas desde 2014, ano em que o estádio foi inaugurado, com três vitórias paulistas e três empates (estes em sequência, nos três últimos confrontos). 

Na sexta posição da tabela do Brasileirão, com 27 pontos, um atrás do adversário deste final de semana, a equipe, embora venha de duas derrotas na competição nacional, somou também duas importantes vitórias pela Sul-Americana.

Os triunfos (2 a 1, em BH, e 3 a 1, na Bolívia) contra o La Equidad, que garantiram a ida às semifinais do torneio, tiveram, coincidentemente, gols de um ex-corinthiano que vem subindo bastante de produção com o técnico Rodrigo Santana, e conhece muito bem o alvinegro paulista: Elias.

O volante, aliás, atuou pela equipe paulista nas três vitórias contra os mineiros na Arena (1 a 0, 2 a 0 e 1 a 0, entre 2014 e 2015). "Jogar lá é muito difícil, o torcedor apoia os 90 minutos, mesmo sofrendo gol. Isso dá bastante confiança para quem está jogando daquele lado", diz o atleta. 

"Para vencer na Arena, temos que jogar organizados os 90 minutos. O Corinthians é uma equipe que não se expõe, sempre joga no erro. E, jogando em casa, sempre vai ter o erro a seu favor, conhece o campo, o gramado. Então, tem esse fator que ajuda muito a equipe da casa. Mantendo a organização e fazendo um jogo seguro, temos grandes chances de sair de lá com a vitória", acrescentou.

O time finalizou, na manhã deste sábado, os preparativos para pegar o Timão e seguiria, ainda à tarde, para a capital paulista. A ideia de Rodrigo Santana é colocar força máxima em campo, principalmente porque os jogadores terão a semana livre de compromissos para se recuperar até a próxima partida, contra o Botafogo, domingo que vem.