Foram 19 finalizações do Atlético contra o Fortaleza no empate em 2 a 2, neste domingo (21), no Independência. Mas os erros nas conclusões pesaram para o tropeço do Galo. Geuvânio, Lucas Hernandez, Alerrandro e Luan tiveram chances claras de gol, mas desperdiçaram. 

O técnico Rodrigo Santana lamentou as oportunidades perdidas no jogo. Para o treinador, é preciso ter frieza na hora das finalizações. 

“Faltou o gol. O que a gente estava cobrando no vestiário. A gente precisa ter um pouco mais de responsabilidade no último terço do campo. Nem estou falando do pênalti que voltou. A gente precisar de ter mais tranquilidade para matar o jogo, ser mais decisivo”, comentou Rodrigo Santana. 

“A gente sai chateado. Tínhamos oportunidades de sair com três pontos, ser terceiro colocado. A gente conversou ali no vestiário, saí bravo, muito bravo”, completou.

Com o resultado, o Atlético termina a rodada na quarta colocação, com 20 pontos. Uma vitória deixaria o Galo em terceiro, a quatro pontos dos líderes Palmeiras e Santos. 

O time alvinegro volta as atenções agora para a Copa Sul-Americana. Na quarta-feira (24), às 21h30, no Estádio Nilton Santos, o Galo enfrentará o Botafogo, pelo jogo de ida das oitavas de final da competição continental.