O Atlético é vice-líder do Campeonato Mineiro, com o melhor ataque o artilheiro da competição. Na Libertadores, está na ponta da tabela do grupo 5, com a vaga praticamente assegurada nas oitavas de final. Entretanto, o clube vive momentos de preocupação na posição de goleiro.O reserva imediato Giovanni passará por cirurgia na face, local fraturado durante o duelo contra o Tupi, no último domingo (20). O terceiro reserva, Uilson, será substituto da posição para o clássico contra o Cruzeiro.

Responsabilidade esta que o atleta também terá para as próximas semanas. O Atlético volta a disputar a Libertadores no dia 6 de abril, daqui três quartas-feiras. Até lá, o Galo ainda enfrenta o Villa Nova pelo Estadual.

Em menos de 10 dias o time alvinegro perdeu três das quatro opções do time principal. O primeiro a ir para o Departamento Médico foi o quarto da linha sucessória, Cleiton, que fraturou um dos dedos da mão. Depois, antes do duelo contra o Colo-Colo, na quarta-feira passada (16), o titular Victor passou por uma artroscopia no joelho direito e só retornará dentro de 5 semanas.

Sem os dois principais atletas da posição,o Atlético buscará um reserva para Uilson. Na Libertadores, os clubes podem substituir os goleiros inscritos a qualquer momento, em caso de lesão. Porém, o nome sacado não pode mais voltar a disputar o torneio. A diretoria alvinegra tentará o retorno de Michael, jovem de 20 anos emprestado ao Guarani de Divinópolis.