Autor do gol de empate no apagar das luzes, o zagueiro e capitão Leonardo Silva foi um dos últimos a deixar o Independência neste início de madrugada de quinta-feira (7). Antes de sair, teve que atender aos inúmeros pedidos de entrevistas, fotos e autógrafos.
 
Entre um “compromisso” e outro, Léo Silva relembrou o feito, que fez os atleticanos acreditarem muito na classificação na próxima quarta-feira, em Porto Alegre. “Acabei indo para frente porque eles estavam mais recuados, tinham voltado. Falei com o (Marcos) Rocha que eu ia para frente para tentar ajudar e fazer pressão na bola aérea. Graças a Deus deu certo. Na primeira acertamos a trave e depois conseguimos o gol”, expliicou o zagueiro artilheiro.
 
Desta vez o Atlético não terá o Independência, um aliado sempre importante, para garantir a classificação. Mas, para Leonardo Silva, isso pouco importa. “Temos que acreditar sempre, independentemente de onde o jogo acontecer. Temos um grupo de qualidade e com condições para conseguir vencer em qualquer lugar e é isso que vamos tentar fazer semana que vem no jogo de volta”, completa Léo.
 
Para o técnico Levir Culpi, o gol savador de Leonardo Silva veio coroar a entrega do Atlético durante os 90 minutos, principalmente de um adversário de muita qualidade como o Internacional, que conquistou o título de campeão gaúcho no último fim de semana. “O mais justo pelo que aconteceu durante o jogo seria um empate. Tivemos mais volume de jogo e eles souberam aproveitar melhor as oportunidades que criaram. Mas seria injusto, pela forma como tudo aconteceu, sair daqui hoje com derrota”, resumiu Levir.
 
Para o técnico atleticano, os 2 a 2 deste duelo de ida já garantiram as emoções no encontro de volta, quarta-feira que vem em Porto Alegre. “Será mais um jogo muito duro. Com certeza novamente teremos muitas emoções, só que dessa vez no Beira-Rio. A entrega em campo foi muito grade. Todo mundo correu o que podia, mas ainda acho que podemos melhorar um pouco na parte tática e técnica e é isso que vamos buscar para o jogo de volta”, completou Levir.
 
Nesta quinta-feira jogadores e comissão técnica dão um tempo na Copa Libertadores e voltam as atenções para a estreia no Campeonato Brasileiro. Sábado, o Atlético enfrenta o Palmeiras, em São Paulo, na rodada de abertura da competição. À tarde, todos estarão de volta ao CT de Vespasiano. A comissão técnica vai avaliar os jogadores para saber que time manda a campo contra o Verdão.