Leia a análise do jornalista chileno Demid Palácios, repórter esportivo do jornal "El Gráfico", sobre o Colo-Colo. O Cacique é o adversário do Atlético nesta quinta-feira (10), às 21h45, pela Copa Libertadores.

O Colo-Colo vem de uma vitória importante por 3 a 0 sobre o Universidad Católica, no último domingo (6). Além de abrir seis pontos na liderança do campeonato nacional, o Cacique foi muito superior na partida e ainda pôs fim a um tabu de cinco anos como mandante no clássico.

Atualmente, a marca do Colo-Colo é ser um time que não joga bonito, mas consegue os resultados. Ganha muitas partidas por 1 a 0, e é assim que lidera a classificação.

Individualmente, tem Esteban Paredes como seu atacante mais perigoso. Mas a peça-chave da equipe é o paraguaio Justo Villar, goleiro de Copa do Mundo, um jogador histórico.

Por aqui, Robinho é muito lembrado por ter feito da Seleção do Chile sua maior vítima. É temido, claro, e cabem até piadas. Lucas Pratto também, pois sabia anotar gols aqui (pela Universidad Católica).

Imagino um duelo muito disputado, mas creio em uma vitória do Atlético.