Principal reforço do Atlético para 2015, o atacante Lucas Pratto se mostrou bem ciente da responsabilidade que carregará nesta temporada. Em sua apresentação oficial, nesta quarta-feira (7), o atacante afirmou que seu maior objetivo é manter o nível apresentado quando defendia o Vélez.
 
A receita para mostrar o bom futebol de outrora ele já tem a receita na ponta da língua. " Tive um bom ano individualmente e quero manter esse nível com humildade, sacrifício e raça dentro do campo, esperando os triunfos do Atlético. Esperamos que o Atlético, a partir dessa temporada, seja muito importante para mim", afirmou.
 
Confira esse e outros trechos da entrevista coletiva que marcou a apresentação oficial do atleta.
 
Número da camisa
 
"O número da camisa seria o 12. Antes de chegar, sabia que era o número da torcida, que é um número simbólico. O presidente e o treinador vão escolher o número, mas está tranquilo. Não dei tanta importância a isso, mas sim ao treinamento, aos companheiros e ao corpo técnico". 
 
Mundial de Clubes
 
"Creio que todo sonho da torcida e dos jogadores é ganhar o Mundial, junto com a Libertadores. O mais importante será ganhar a Libertadores e se preparar para o Mundial. Vamos ter um desafio muito difícil para competir com todas as equipes sul-americanas. Acho que esse ano a disputa será uma das mais fortes porque teremos muitos times grandes disputando". 
 
Palavra de honra
 
"Que bom o presidente e o diretor foram na Argentina. Priorizei a honestidade o projeto, já que foram à Argentina para dizer cara a cara que queriam me contratar. Foi muito importante. Para mim e para minha família é importante a palavra. 
 
Momento
 
"Estou em momento da minha carreira muito bom. Terminar um acordo com o Atlético como melhor jogador do futebol argentino foi muito lindo. Tive um bom ano individualmente e quero manter esse nível de humildade, sacrifício e raça dentro do campo, esperando os triunfos do Atlético. Esperamos que o Atlético, a partir dessa temporada, seja muito importante para mim".
 
Responsabilidade
 
"É uma grande responsabilidade sendo ou não uma grande contratação. Quando te contratam, é muito grande essa responsabilidade. Sei do esforço econômico do Atlético para me contratar. O Vélez não queria me vender por pouco dinheiro e sei que isso é de grande responsabilidade. Por isso, quero manter o nível de trabalho que tinha no Vélez,. Acho que se conseguir isso. Não terei problemas aqui".
 
Torcida
 
"A torcida me recebeu muito bem. Quando vim fazer exames médicos e assinar contrato, vi que eles estavam felizes e me receberam da melhor maneira. Já é um carinho que parte de mim para eles e deles para mim".
 
Expectativa
 
"Minha expectativa é chegar na final da Libertadores".
 
Faro de gol
 
"Os gols vão depender muito de como a equipe estará. Se estiver bem, os atacantes terão facilidades para marcar. Nunca mudei a forma de jogar e não creio que vai ser agora".