Nesta terça-feira (16), o atacante Clayton pode trocar um alvinegro por outro. Para tanto, será preciso esperar uma reunião entre o representante do jovem jogador, Jorge Machado, e o presidente do Figueirense, Wilfredo Brilliger. Se tudo ocorrer conforme o esperado, o camisa 7 se despede de Santa Catarina e chega a Belo Horizonte para defender o Atlético.

"Eu nem estou podendo responder sobre isso (proposta do Atlético). Estou em Florianópolis. A questão está sendo resolvida com o meu empresário e o clube (Figueirense). Haverá uma reunião e acredito que devem se resolver amanhã (terça, 16)", afirmou Clayton, ao Hoje em Dia.

O artilheiro de 20 anos tem uma oferta formal do Galo, realizada no fim da última semana, quando o diretor de futebol Eduardo Maluf esteve na capital catarinense.

O Atlético pretende comprar 40% dos direitos econômicos do atleta. Que é fatiado entre o Figueira, a empresa pertencente ao presidente do clube (Alliance), o próprio empresário Jorge Machado, o outro agente Eduardo Uram, e o Banco BMG.

Vale lembrar que o Atlético tem pressa na resolução da tratativa. Afinal, a ideia é utilizar Clayton na fase de grupos da Libertadores. Para tanto, ele precisa estar no BID até às 19h desta terça-feira (horário limite de funcionamento do Boletim da CBF) para, posteriormente, aparecer na lista de inscritos do Galo, ainda não divulgada pelo clube.

Os 30 atletas só devem ser mandados para a Conmebol justamente nesta terça-feira, com o clube mineiro arcando com a multa de 10 mil dólares pelo atraso.