Fim da polêmica. Triste pela repercussão dada à foto que publicou no Instagram nesta terça-feira (7), na qual utilizava as hashtags “#eosalarioó e #oódoborogodó", o atacante do Atlético Diego Tardelli voltou às redes sociais (desta vez através do Twitter) para dar fim ao mal-entendido. No microblog, ele explicou que a legenda da imagem não tinha relação com salários atrasados.
 
“Saindo do Twitter por um tempo!! Ridículo as interpretações das pessoas!! E sobre o #osalarioó, é referente ao Resort a onde acabei de chegar, e que o custo era alto e ia acabar com a a minha ferpelinhaa kkk!! Não precisa dar explicações, masssss... Até breve! (sic)”, publicou.
 
Nos comentários da foto publicada por Tardelli boa parte dos torcedores o criticavam, chamando-o, inclusive, de mercenário. Até cruzeirenses entraram na polêmica para provocar o atleta. Houve quem defendesse Diego, postando que se tratava apenas de uma ironia com as merecidas férias, o que acabou se confirmando nas palavras do camisa nove alvinegro.
 
O possível atraso na folha de pagamento dos atletas não seria novidade no time alvinegro. Em novembro do último ano, o salário e direito de imagem de alguns jogadores chegaram a ficar retidos, uma vez que o clube não tinha fundos para pagá-los, em decorrência do bloqueio de parte do dinheiro da venda do meia-atacante Bernard com a Fazenda Nacional. À época, o presidente do Atlético, Alexandre Kalil, chegou a admitir o fato. Posteriormente, durante o sorteio dos grupos da Copa Libertadores, disse que a situação havia sido resolvida.