A agressão do volante atleticano Leandro Donizete ao meia Douglas, do Grêmio, pode ter passado batida pelo árbitro do confronto do último domingo, mas foi flagrada pelas câmeras de tevê e julgada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Nesta sexta-feira (4), o órgão decidiu suspender o jogador do Atlético por quatro partidas.

Durante a derrota para o Grêmio por 2 a 1, no último fim de semana, Leandro Donizete foi flagrado dando um soco no rosto de Douglas no meio de campo, lance que o juiz Péricles Bassols e seus auxiliares não viram. Posteriormente, o volante admitiu a agressão e garantiu que tratou-se de um revide, mas a explicação não convenceu os auditores do STJD.

"Atleta da Série A teria que dar exemplo e buscar outras formas de reclamar. As imagens falam por si só. Foi uma agressão, sim, e fora da disputa de bola. Reitero os termos da denúncia pedindo a aplicação das penas previstas no artigo denunciado", declarou a procuradora Fernanda Bini.

Por conta do lance, Leandro Donizete foi denunciado no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, referente a agressão. Ele acabou sendo punido com quatro partidas de suspensão, pena mínima neste tipo de caso, por maioria dos votos dos auditores.

Com isso, o volante será desfalque do Atlético no confronto diante da Chapecoense neste domingo, no Mineirão, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Como resta apenas uma partida na competição, o resto da pena será cumprido em 2016. O clube mineiro pode entrar com recurso.