Libertadores

Ademir conta com 'intensidade, raça e união’ e apoio da Massa para ‘decisão’ com o Del Valle

Letícia Lopes
@leticialopesou
16/05/2022 às 12:51.
Atualizado em 16/05/2022 às 13:38
Anunciado pelo Atlético no início deste ano, Ademir tem sido acionado pelo técnico Turco em quase todas as partidas. Em 27 duelos do Alvinegro, ele entrou em 25. (Foto: Pedro Souza / Atlético)

Anunciado pelo Atlético no início deste ano, Ademir tem sido acionado pelo técnico Turco em quase todas as partidas. Em 27 duelos do Alvinegro, ele entrou em 25. (Foto: Pedro Souza / Atlético)

Depois da vitória de 2 a 0 sobre o Atlético-GO, nesse sábado (14), no Independência, pelo Campeonato Brasileiro, o atacante Ademir apontou a receita para o Atlético emplacar uma série de triunfos, incluindo o próximo compromisso, contra o Del Valle, nesta quinta-feira (19), às 19h, no Mineirão, pela Libertadores. E um dos ingredientes é o apoio da torcida.
 
“Sem dúvida, a Massa é importantíssima para nos apoiar. Ela nos incentiva, nos coloca para cima e pressiona o adversário, como a gente viu nesse último jogo. Na hora que inflamou, a gente roubou a bola e fez o segundo gol. Foi sensacional. Espero que continue assim para ganharmos jogos e títulos na temporada”, desejou Ademir.

Antes, o Atlético acumulou oscilações, excesso de empates e dificuldade nas finalizações. Indagado sobre a mudança de postura vista no último duelo, Ademir citou três fatores que colaboraram para a reação.

“Intensidade, raça e união foram colocados em campo, e todos viram isso nesse último jogo. Não que nos confrontos anteriores não tenha sido assim. Mas nesse último, a intensidade aumentou muito. Quase não sofremos. Que quinta-feira continuemos dessa forma para obtermos um bom resultado”, projetou.

A tranquilidade também foi destacada pelo atacante, que já recebeu críticas por “deixar a desejar” na hora de “matar” uma jogada.

"Tudo acontece no momento certo. Ninguém chega na cara do gol e erra porque quer. Tem várias situações que acontecem no momento. Às vezes, o encaixe do corpo não está correto, às vezes a bola quicou no momento errado e não pegou certo no pé. São coisas que tem que ir corrigindo no dia a dia, ter tranquilidade e caprichar. Na hora que for para sair o gol, vai sair. O importante é que estamos vencendo. A gente não só contribui com gols, mas com assistências, marcação baixa... É ter tranquilidade que na hora certa o gol vai sair”.

Titularidade

Muito requisitado pelo técnico “El Turco”, Ademir enfatizou o respeito e a confiança no trabalho do argentino. Sob o comando dele, o avante entrou em 25 das 27 partidas disputadas pela equipe neste ano e marcou quatro gols. No entanto, a titularidade inquestionável ainda não é uma realidade para o velocista, que revelou estar trabalhando para atingir essa meta.

“Fico muito feliz de estar sendo acionado. A gente tem que estar pronto para contribuir da melhor forma. Entendo que o professor tem sua estratégia de jogo e respeito muito isso. Tenho trabalhado para conquistar essa vaga de titular, mas se não for assim, quero sempre estar entrando nos jogos e contribuindo”, disse.

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por