Libertadores

Atlético x Palmeiras: rivalidade cada vez maior desde 2021

Marcelo Queiroz
@marcelqqueiroz
Publicado em 02/08/2022 às 07:00.
Vargas fez o gol do Atlético contra o Palmeiras, no confronto de 2021 pela Libertadores (Pedro Souza/Atlético)

Vargas fez o gol do Atlético contra o Palmeiras, no confronto de 2021 pela Libertadores (Pedro Souza/Atlético)

Atlético e Palmeiras começam a disputar, nesta quarta-feira, às 21h30, no Mineirão, mais um confronto histórico pela Taça Libertadores. O jogo de volta será na semana que vem, em São Paulo. Cuca terá problemas para escalar a equipe, que ainda precisa se recuperar psicologicamente depois da derrota por 3 x 0 para o Internacional, no último domingo. 

O Galo não terá Allan, suspenso pela expulsão no jogo contra o Emelec. Guilherme Arana foi substituído em Porto Alegre, com uma contusão na coxa esquerda, e pode ser que não tenha condições de jogar. E fica a dúvida se Zaracho, que não foi relacionado no fim de semana, terá condições de atuar. A assessoria do Atlético informou apenas que ele ficou fazendo fortalecimento muscular e, por isso, não viajou. Os dois não treinaram nesta segunda-feira.

Cuca não gostou do posicionamento do time contra o Internacional, no primeiro tempo, e reclamou da forma como a marcação foi feita. Como a equipe melhorou na segunda etapa, pode ser que ele faça alguma mudança. O treinador terá de quebrar a cabeça e encontrar uma fórmula para conseguir parar Dudu, Gustavo Scarpa e companhia, e sair do Mineirão com uma boa vantagem. 

“Isso é trabalho meu, devo trabalhar no curto prazo aí que a gente tem até enfrentar o próximo jogo, que é importantíssimo, que é o Palmeiras, e corrigir os erros, os defeitos que nós tivemos. É recomeçar um trabalho que a gente sabia que ia ter. Então está no preço. Eu sei como fazer, de que forma fazer, e as coisas vão melhorar”, disse o treinador após a derrota no Beira-Rio.
 
Duelos

Nos últimos anos, a rivalidade entre os dois clubes ficou cada vez mais acirrada, desde que o Galo foi ganhando elenco e passou a disputar os títulos nacionais, principalmente contra o próprio Palmeiras e o Flamengo.

No ano passado, pela Série A, por exemplo, houve uma vitória do Atlético e um empate. O Galo ganhou no Mineirão por 2 x 0, gols de Savarino, num jogo em que os palmeirenses reclamaram muito da arbitragem e ficaram com os ânimos exaltados. O volante Patrick de Paula, o técnico Abel Ferreira e o auxiliar João Martins foram expulsos.

No jogo de volta, em São Paulo, empate por 2 x 2, com gols de Zaracho e Hulk, para o Galo, e de Wesley e Deyverson para o Verdão. O Atlético, naquela ocasião, era líder absoluto, fazia as contas para saber em qual rodada não seria mais alcançado pelo Flamengo e voltaria a ser campeão brasileiro.

Mas a grande disputa entre as duas equipes, em 2021, foi pela semifinal da Libertadores.  No jogo no Allianz Parque, um empate em 0 x 0, sendo que Hulk teve a chance de dar a vitória ao Galo, mas cobrou um pênalti na trave. A decisão da vaga veio para o Mineirão. O Atlético saiu na frente, com um gol de Vargas, mas Dudu aproveitou uma falha do zagueiro Nathan Silva e empatou. O 1 x 1 levou o Palmeiras à final, já que naquela competição ainda havia o critério do gol fora de casa como desempate. O time paulista acabou campeão ao vencer o Flamengo na final.

Premiação 

Além da vontade de superar o rival paulista e chegar à semifinal, O Galo tem um outro objetivo a conquistar. Quem se classificar nessa fase da Libertadores vai levar uma bolada de aproximadamente US$ 2 milhões (R$ 10,7 milhões), uma injeção financeira fundamental para arcar com as despesas do clube.

Para o atacante Hulk, a hora da virada é agora, já que mesmo perdendo no domingo, o time criou boas jogadas, e levou azar em algumas finalizações. “Espero que agora, na quarta-feira, a sorte que nos faltou possa estar com a gente, para que a nossa bola possa entrar", afirmou.

Leia mais

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por