Com projeto "80% encaminhado", estádio do Galo pode ter obras já em 2017

Frederico Ribeiro - Hoje em Dia
18/02/2016 às 20:02.
Atualizado em 16/11/2021 às 01:28
 (Reprodução)

(Reprodução)

A obra do novo estádio do Atlético custará cerca de R$ 500 milhões e nunca esteve tão perto de sair do papel. O clube mineiro necessita apenas de um documento de licenciamento ambiental a ser emitido pelo Governo do Estado. O Galo está perto de vencer uma das grandes barreiras antes de ter o projeto aprovado. E confiança é o que não falta na questão.

De acordo com o vice-prefeito de Belo Horizonte, Délio Malheiros, o projeto da nova casa do Galo está “80%” concluído para ser encaminhado à Câmara Municipal, responsável pela tramitação do decreto. O terreno da obra, cedido pela MRV Engenharia, possui resquícios de Mata Atlântica e, por isso, a burocracia/paciência precisa ser maior.

"Da última reunião que nós tivemos, o que posso dizer é que o projeto está bem avançado. Falta este parecer, e falta por parte do Estado uma declaração de utilidade pública do estádio, o que facilita o licenciamento (ambiental) por lá. Posso dizer que a tramitação está em 80%, perto de completar 100% para ir à Câmara Municipal e ser autorizado à operação urbana. Está bem encaminhado", disse Malheiros ao Hoje em Dia.

Malheiros, que também é o vice-prefeito da capital, não esconde o desejo de ver o projeto pronto. Para tanto, coloca de lado o fato de ser torcedor do Cruzeiro e olha apenas para o benefício que o estádio alvinegro trará a Belo Horizonte.

"A Câmara aprova, aí sai este licenciamento ambiental. Acredito que, na virada do ano, no começo de 2017, já comecem as obras. Nós temos colaborado muito na Prefeitura para que este projeto saia logo. É interesse nosso. Eu sou cruzeirense, mas o projeto é importante para a cidade", completou.

O fundador da MRV, Rubens Menin, e o filho dele, Rafael, atual presidente da empresa, já estiveram na Secretaria de Estado de Meio Ambiente para tratar do licenciamento. O Galo ainda busca investidores para bancar os custos da obra.

Leia, na edição desta sexta-feira (19) do Hoje em Dia, a entrevista com Bernardo Farkasvölgyi, arquiteto responsável pelo projeto do estádio.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por