Artilheiro

Hulk destaca aprendizado para a Libertadores e avisa: ‘o que puder fazer para o Galo, eu vou fazer'

Thiago Prata
@ThiagoPrata7
04/04/2022 às 10:37.
Atualizado em 04/04/2022 às 19:52
 (Pedro Souza/Atlético)

(Pedro Souza/Atlético)

O início de 2022 mostra um Hulk similar ao de 2021. Ou seja, decisivo. Artilheiro do Brasileirão (19 gols) e da Copa do Brasil (oito) do ano passado, sendo campeão em ambas as competições, o Vingador já faturou os títulos do Mineiro e da Supercopa do Brasil desta temporada, tendo sido fundamental nos dois torneios e goleador no Estadual (dez gols). Já fez história. Mas quer mais. Muito mais!

“Olhar para este clube e me imaginar com um dos grandes ídolos é muito gratificante. Me sinto lisonjeado em fazer parte deste clube. Só quem está aqui sabe dessa grandeza. Virei atleticano. Eu sou Galo desde pequeno, pois já torcia para o Treze da Paraíba, que é Galo (risos). Espero continuar escrevendo lindas histórias para daqui a 30, 40 e 50 anos, vir assistir a um jogo do Galo e ser abraçado como o Reinaldo, o Éder e o Dadá Maravilha. É do caramba ver isso. O que eu puder para fazer pela história deste clube eu vou fazer", afirmou.

Nesta quarta-feira (6), às 21h, o atacante e seus companheiros de elenco vão iniciar mais uma trajetória que pode histórica ao Atlético, na busca pelo troféu da Libertadores. A estreia no grupo D será diante do Tolima, no Manuel Murillo Toro, e Hulk está ciente das dificuldades que o Alvinegro terá na competição. Porém, como enfatizou, quer continuar fazendo história.

"A gente sonha em ganhar todos os títulos com a camisa do Galo. Fomos privilegiados em conquistar esse Brasileiro, depois de 50 anos. E agora vamos tentar essa Libertadores, é meu objetivo. Não é fácil, mas com muita dedicação e determinação, esperamos tornar isso possível. Vamos traçar como foco buscar esta Libertadores", comentou.

Aprendizado

O Galo deixou a competição sul-americana do ano passado de forma invicta, sendo eliminado para o Palmeiras por conta do gol fora de casa, critério abolido na edição deste ano. Episódio que, segundo o atacante, serviu de aprendizado para os desafios que virão.

"Temos que estar sempre preparados. Com o erro se aprende. Sabemos o que custou para a gente (a classificação no ano passado), por eu ter perdido um pênalti (no Allianz Parque) e, estando bem em casa, termos tido aquela falha. Saímos invictos e não chegamos à final. Aprendemos bastante e esperamos buscar esse título", disse Hulk.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por