Atual artilheiro do Campeonato Alemão pelo Borussia Dortmund, Pierre-Emerick Aubameyang foi eleito, em cerimônia realizada na noite desta quinta-feira (7), o melhor jogador africano de 2015. O atacante gabonês assim encerrou o reinado do volante marfinense Yaya Touré, do Manchester City, vencedor das últimas quatro edições da premiação.

Aubameyang faturou o prêmio ao somar 143 pontos na votação, contra 136 de Touré, o segundo colocado, sendo que ele se tornou o primeiro jogador de um país do centro da África a receber esta honraria máxima do futebol do continente. E ele foi eleito o melhor mesmo sem sequer ter conseguido erguer um troféu de campeão no ano passado.

Em 2015, o atacante foi eliminado junto com o Gabão na primeira fase da Copa Africana de Nações, assim como terminou o Campeonato Alemão na sétima posição na temporada passada do futebol europeu. Entretanto, ele marcou 29 gols no Alemão apenas na temporada passada, assim como outros 18 nesta edição 2015/2016 da competição nacional e mais sete em partidas válidas pela Liga Europa.

Consagrado o melhor do seu continente, Aubameyang ressaltou durante a premiação: "Agradeço ao povo do Gabão, este prêmio é para ele. Quero agradecer aos meus companheiros de equipe na seleção e também em Dortmund. É seu trabalho que me ajuda a marcar gols. Para os pais dos jovens de África, por favor deem aos seus filhos uma chance de realizar seus sonhos".

Outro finalista desta premiação africana, o atacante ganês Andre Ayew, do Swansea, ficou em terceiro lugar na votação, com 112 pontos. Já o francês Herve Renard, que dirigiu a Costa do Marfim na conquista da Copa Africana de Nações de 2015, foi eleito o melhor técnico do ano na África, sendo que em 2012 ele já havia faturado a premiação após levar a Zâmbia também ao título do principal torneio do continente.

Costa do Marfim, por sua vez, foi eleita a melhor seleção de 2015, enquanto Gaell Enganamouit, de Camarões, foi eleita a melhor jogadora do ano. Já o Mazembe, do Congo, ficou com o prêmio de time do ano.