Atlético

Artilheiro do Campeonato Brasileiro, com 17 gols, Hulk é esperança do Galo para chegar à vitória do título

O Atlético enfrenta o Bahia nesta quinta-feira (2), às 18h, com a possibilidade de confirmar o título do Brasileirão. Uma vitória na Fonte Nova garantirá o bicampeonato ao Galo. Já o Tricolor precisa ganhar para amenizar as chances de rebaixamento.

Do lado alvinegro, será preciso superar os desfalques. Confira, a seguir, quem deve começar jogando em Salvador.

Provável escalação do Atlético

O técnico Cuca não poderá contar com três titulares nesta quinta-feira: os volantes Allan e Jair e o atacante Diego Costa. O trio cumprirá suspensão automática.

O volante Tchê Tchê e o meia Nacho Fernández devem ficar com duas vagas. Para a restante, Cuca tem como opção o volante equatoriano Alan Franco e o atacante chileno Eduardo Vargas.  

O Atlético deverá entrar em campo com: Everson; Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Tchê Tchê, Zaracho e Nacho Fernández; Vargas (Alan Franco), Hulk e Keno.

Por causa do limite de estrangeiros, Savarino e Dylan Borrero não viajaram para Salvador.

Provável escalação do Bahia

O técnico Guto Ferreira não contará com o lateral-esquerdo Juninho Capixaba, expulso no último jogo do Bahia. O substituto ainda não está confirmado.

A escalação provável do Tricolor é formada por: Danilo Fernandes; Nino Paraíba, Germán Conti, Gustavo Henrique e Matheus Bahia; Patrick de Lucca, Lucas Mugni e Rodriguinho; Rossi (Ronaldo), Raí Nascimento e Gilberto.

Onde assistir ao jogo entre Bahia e Atlético?

Embora o jogo comece às 18h, a TV Globo transmitirá a partida entre Bahia e Atlético, na Fonte Nova. Outra alternativa para assistir ao duelo que pode marcar o título do Galo é o Premiere. 

Arbitragem

O jogo em Salvador terá trio de arbitragem paulista. Flávio Rodrigues de Souza (FIFA) será auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA) e Alex Ang Ribeiro.

O VAR será Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral, também de São Paulo.

Leia mais:
Presidente do Galo nega planejamento de festa e dá o tom para duelo na Bahia: ‘batalha’