Atualmente no Brescia, da Itália, o atacante Rômulo tem uma lembrança peculiar de quando foi acionado para defender o Cruzeiro, em 2007. Contratado junto ao Santo André, time do interior paulista, o jogador ainda recorda do "dia em que o avião balançou".

"Eu nunca tive medo de andar de avião. Aí eu saí de um clube considerado pequeno, que era o Santo André, para o Cruzeiro, primeiro grande clube importante da minha vida, o Cruzeirão. Eu estava ansioso para me apresentar, pois tinha grandes jogadores lá naquela época, como Roger Flores, Henrique, Fábio... Estava com um frio na barriga", relembra o atacante em entrevista ao jornalista Andersinho Marques.

"O avião balançou igual vara verde. Balançou muito. A minha mão suou e parecia que eu tinha tomado um banho. Vento para cá, vento para lá. O que demoraria 15 minutos para pousar, demorou quase 40. Daquele dia para cá, fiquei com medo de avião", acrescenta.

Apesar de estar atuando na Itália, Rômulo não esconde o carinho que tem pelo Cruzeiro e pela torcida. Na torcida pela "reconstrução" do clube celeste, ele espera que tudo volte a ser como antes na Toca da Raposa.

"Espero que o Cruzeiro volte logo à Série A, que é o seu verdadeiro lugar", finaliza o gaúcho de 32 anos.

Pelo Cruzeiro, Rômulo fez 44 jogos, entre 2007 e 2011 e balançou a rede em quatro oportunidades. Ele foi campeão mineiro em 2007.