Em um duelo entre equipes de nível técnico semelhante, o favoritismo antes da bola rolar normalmente é destinado àquela que jogará em casa, diante de seu torcedor. Seguindo tal teoria, a aposta lógica para o jogo entre América e Cuiabá neste sábado seria no Coelho, já que a partida será no Independência.

No entanto, o retrospecto recente da equipe mineira como mandante, aliado ao bom desempenho dos mato-grossenses quando atuam fora de casa pode inverter a lógica, favorecendo os visitantes.

Com apenas uma vitória, dois empates e quatro derrotas nas setes partidas que atuou em Belo Horizonte, o América somou apenas cinco dos 21 pontos possíveis atuando em casa, gerando o baixo aproveitamento de 23,81%.

Do outro lado, o Cuiabá divide o posto de melhor visitante da competição com o Botafogo-SP. As duas equipes têm 58,33%de aproveitamento longe de seus estádios, vencendo quatro das oito partidas realizadas longe de seus domínios.

Deixando de lado os números decepcionantes como mandante, o retrospecto recente do América é animador. Embora ainda esteja na zona de rebaixamento, os últimos três jogos, sendo eles duas vitórias (Londrina e Ponte Preta) e um empate (Paraná) permitem ao Coelho vislumbrar um lugar fora da zona da degola, algo distante quando o alviverde ainda ocupava a lanterna da competição nacional.

Sequência

A partida deste sábado contra o Cuiabá antecede uma série de jogos fundamentais para o América. Nas próximas três rodadas, o Coelho enfrentará adversários diretos na parte de baixo da classificação.

A tabela reservou para as últimas rodadas do primeiro turno confrontos com Vitória, Guarani e São Bento, que, juntos com o Coelho, preenchem as quatro últimas colocações da competição.

*Hugo Lobão sob supervisão de Thiago Prata