A população de rua de Belo Horizonte começou a ser vacinar contra a Covid-19 em salas volantes dentro de vans.  Desde esta quarta-feira (16), os veículos estão percorrendo as nove regionais da cidade passando por locais estratégicos, para realizar abordagem, sensibilização e imunização dos sem-teto, das 9h às 19h. 

O trabalho vai durar duas semanas e as quatro equipes do Consultório de Rua tem parceria com o programa BH de Mãos Dadas contra a Aids e com o apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania. 

Até esta quarta, 1,4 mil pessoas deste público foram vacinadas com a primeira dose. A expectativa é atingir até 8,5 mil sem-teto. A prefeitura usa como referência o cadastro único e aquelas pessoas atendidas pelos serviços socioassistenciais.

Segundo a PBH, a imunização das pessoas em situação de rua tem sido feita com a vacina AstraZeneca e o prazo para aplicação da segunda dose é de 12 semanas. Essa população acima de 60 anos ou com alguma comorbidade já foi ou está sendo vacinada.