Com Neymar em campo, a Seleção Brasileira realizou na tarde deste sábado o penúltimo treino antes da folga geral que será dada ao grupo que trabalha na Granja Comary, em Teresópolis (RJ). Com nove convocados à disposição, além do reforço dos atletas da base chamados para auxiliar nos treinamentos, a comissão técnica comandou um minicoletivo, jogadas de linha de fundo e treinos de finalização.

Animado, Neymar foi um dos destaques da atividade. O jogador do Paris Saint-Germain se apresentou pouco depois do meio-dia e, às 16 horas, já estava em campo com os companheiros. Nos primeiros minutos de treino - que incluiu a tradicional roda de bobinho -, ele era o mais sorridente e o que mais brincava com os colegas. Depois, trabalhou sério com os demais atletas.

O atacante se mostrou empolgado ao chegar a Teresópolis neste sábado, sendo que a previsão inicial era de que se apresentasse apenas na próxima terça-feira. "Cheguei antes. Falei pro Edu (Gaspar, coordenador da seleção) porque estou louco para incorporar na equipe. O foco é 100% e estou feliz em estar chegando", declarou Neymar em entrevista à CBF TV.

O jogador reconheceu que a pressão por conquistar a Copa América em casa - competição que o Brasil enfrenta um jejum de 12 anos - é grande. Apesar disso, demonstrou confiança. "Quando o time encaixa, junto com a torcida, não tem como segurar", afirmou.

Neymar lembrou que já disputou duas competições pelo Brasil no País - a Copa das Confederações, conquistada em 2013, e a Copa do Mundo de 2014, que ficou marcada pelos 7 a 1 da Alemanha nas semifinais, em Belo Horizonte. "Já vivi o lado ruim e o lado bom. Não é bom, é maravilhoso. Espero que a gente possa nos encaixar com a torcida, com nosso povo e fazer uma grande Copa América", comentou.