O trio brasileiro segue com 100% de aproveitamento na competição promovida pela Associação Internacional de Surfe (ISA), disputa obrigatória para os atletas que buscam vagas nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Após estrearem na quarta-feira (11) com vitória nos Jogos Mundial de Surfe, Medina e Ítalo Ferreira se classificaram invictos para a terceira rodada. Filipe Toledo ficou na segunda colocação, e também assegurou vaga na próxima fase.

Filipinho foi o primeiro a cair na água na praia de Kisakihama, em Miyazaki, distrito de Tóquio. Ele obteve nota 14,26 na segunda bateria e avançou em segundo lugar, atrás do canadense Peter Devries (14,83) que também se classificou. O sul-africano Jordy Smith (12,9) e o equtoriano Alex Suarez (10,13) foram para a repescagem.

Entre os invictos, está Ítalo Ferreira: o potiguar venceu com tranquilidade a quarta bateria, alcançando nota 16,17, bem acima do segundo colocado, o filipino Edito Alcala Júnior (12,50), que também avançou. Foram para a repescagem Oney Awnar (10,08), da Indonésia, e o suiçõ Marlon Gerber (9,07),

O bicampeão Gabriel Medina também manteve a invencibilidade, mas precisou se superar numa das baterias mais acirradas do dia. Dos quatro competidores, Medina foi o que alcançou nota mais alta (10,90), apenas quatro décimos a frente do equatoriano Israel Barona (10,86). O sul-africano Michael February (10,44) e Bruce Mackie (8,60), de Barbados foram para a repescagem.

O Mundial em Miyazaki, no Japão, reúne surfistas de 55 países: os seis melhores de cada pais – três homens e três mulheres – foram convocados de acordo com o ranking mundial. A disputa feminina terminou na segunda-feira (9): a cearense Silvana Lima se sagrou vice-campeã, e a gaúcha Tatiana Weston-Webb ficou em quinto lugar.

Leia mais:
Daniel Dias faz melhor tempo da carreira nos 50m livre e fatura ouro no Mundial