A tendência de se ter na Fórmula 1 um equilíbrio maior entre as equipes impulsiona os dois brasileiros da categoria a sonharem com uma temporada melhor em 2016. O campeonato começa neste fim de semana, no GP da Austrália. Felipe Massa, da Williams, e Felipe Nasr, da Sauber, apostam na continuidade em suas equipes para alcançarem no campeonato mais do que, respectivamente, o 6º e o 13º lugares obtidos no ano anterior.

Depois de dois anos de domínio absoluto da Mercedes, os testes de pré-temporada sugerem um campeonato menos cômodo para a escuderia alemã, com oportunidades para mais equipes se aproximarem do topo. Ferrari, Red Bull e Williams brigam para ser a segunda força, disputa que faz Massa projetar equilíbrio. "Precisamos manter os pés no chão e respeitar as outras equipes, mas, sim, queremos ir além. Estamos trabalhando duro para subir mais vezes ao pódio e voltar a vencer. Force India e Red Bull parecem mesmo que estão fortes", afirmou.

O experiente piloto vai começar a 14ª temporada na categoria, a terceira pela Williams. O entrosamento com os integrantes da equipe garante motivação para repetir os feitos dos dois últimos anos, quando conseguiu subir cinco vezes ao pódio, uma delas no Brasil. "Sinto que o carro é melhor e mais competitivo. Temos mais aderência e pressão aerodinâmica, mas nunca estamos 100% satisfeitos e sempre queremos mais", comentou.

Massa está no último ano de contrato com a Williams. O ano, então, será de foco nos resultados, ao mesmo tempo em que vai depositar a torcida para que o brasileiro mais novo na categoria, Nasr, possa se firmar na Sauber, mesmo equipe em que Felipe começou a carreira na Fórmula 1, em 2002.

"Espero que o Nasr possa seguir meus passos. Ele é um bom piloto e um cara legal, também. Esta será uma temporada importante para ele. Será sua segunda e ele precisará se estabelecer para poder permanecer na Fórmula 1 por bastante tempo. Espero que consiga", afirmou Massa. Antes da chegada de Nasr à categoria, o hoje piloto da Williams passou duas temporadas como o único representante brasileiro na Fórmula 1.

A abertura do calendário na Austrália é especial para Nasr. Foi no mesmo GP que no ano passado ele chegou em quinto lugar, melhor resultado de um brasileiro na corrida de estreia da categoria. O traçado de Albert Park e o início de temporada o deixam esperançoso para novamente fazer uma boa corrida e começar o campeonato com confiança. "Eu me sinto preparado para começar minha segunda temporada. Estou curioso como nosso carro vai ficar em comparação aos outros. Nossa equipe trabalhou duro e merece um bom início de ano", disse.