O Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS) conseguiu que 33 torcedores do Internacional fossem proibidos de entrar em estádios de futebol depois de se envolverem na agressão a policiais militares antes da partida entre Inter e Coritiba, neste domingo, em Caxias do Sul (RS).

De acordo com o MP, 13 dos 33 torcedores envolvidos na confusão aceitaram a proposta do Ministério Público de transação penal. Assim, ficarão afastados pelos próximos 10 jogos do Inter. Eles deverão se apresentar, no horário das partidas, no plantão policial do município onde residem.

Já os demais 20 torcedores ou não aceitaram o benefício ou não faziam jus à transação penal (por terem histórico policial, por exemplo). Para eles, a Promotoria de Justiça Especializada do Torcedor solicitou medida cautelar de afastamento dos estádios, deferida pelo juiz, pelo prazo de três meses.

Ainda segundo o MP, o período pode ser prorrogado no decorrer do processo, que tramitará em Caxias do Sul. Esses torcedores também devem se apresentar à Delegacia de Polícia de suas respectivas cidades.