Oito anos após sua primeira – e curtíssima – passagem pelo América, o meia-atacante Bruno Nazário está de volta ao América. Velho conhecido de Lisca, com quem trabalhou no Guarani, e ex-Botafogo, o atleta foi cedido pelo Hoffenheim, da Alemanha, ao Coelho até o fim deste ano. E pelo discurso desta quarta-feira (7), em sua entrevista de apresentação, o atleta chegou com “sangue nos olhos”.

"Quando o treinador dá confiança ao jogador, a gente faz tudo naturalmente. Se Deus quiser, espero fazer muitos gols e assistências para ajudar a ele (Lisca) e ao América. Estou pronto, não vejo a hora de vestir essa camisa. Faz oito anos que saí daqui, e aqui estou de novo. Estou morrendo de vontade de jogar, louco para jogar e 100%”, afirmou.

O curioso é que assim que entrar em campo, Nazário estará estreando pelo América, já que, em sua primeira passagem, em 2013, não chegou a disputar um jogo oficial. “Fiquei só dois meses. Espero que neste ano seja diferente, um ano difícil e disputado. Tenho certeza de que vamos alcançar todos os nossos objetivos”, ressaltou.

Com o nome já publicado no Boletim Informativo Diário (BID), já se coloca à disposição para atuar em qualquer função ofensiva. "Trabalhei com o Lisca, quando eu estava no Guarani. Ele gostava que eu jogasse pelas beiradas. Mas no Botafogo eu atuava no meio ou nas beiradas. É ir devagar, ver o que o Lisca pensa sobre mim nessas situações. Estou aqui para somar e ajudar", destacou.

América