O América apresentou o zagueiro Ricardo Silva na manhã dessa quarta-feira no CT Lanna Drumond. O defensor é o primeiro reforço de linha apresentado pelo clube após o Campeonato Mineiro, já que a diretoria já havia anunciado o goleiro Airton.

Essa será a segunda passagem do atleta pelo clube mineiro. Ano passado ele esteve presente no elenco do Coelho, embora tenha sido utilizado apenas uma vez na equipe principal e tenha passado a maior parte do tempo atuando pela equipe sub-23. Na coletiva de apresentação o zagueiro lembrou de sua ida para a equipe de jovens do clube.

“Quando precisei descer para o Sub-23, para fazer alguns jogos e pegar ritmo, várias pessoas levaram para outro lado, falando que não seria legal, mas eu sempre procuro encarar todas as adversidades de boa forma. Encarei dessa maneira, tentando sempre honrar a camisa do América. Continuei trabalhando independentemente de estar jogando ou não. Creio que foi quando viram que eu estava bastante focado no América e no objetivo do clube, que é o principal”.

Ricardo Silva se mostrou confiante e elogiou o trabalho do também recém-chegado Maurício Barbieri, que chegou com a missão de comandar o Coelho no restante da temporada e buscar o acesso para a Série A do Campeonato Brasileiro.

“Estou vendo com bons olhos a preparação desta semana. O professor Barbieri já está implantando a sua filosofia de trabalho e nós estamos assimilando muito bem. Sabemos que o tempo é curto para o jogo de estreia, mas temos que ficar bastante focados em absorver o máximo possível para já mostrar uma nova cara na partida deste sábado. Tenho certeza que nossa sequência do ano será abençoada.”

As boas atuações do zagueiro pelo Ituano no Campeonato Paulista fizeram com que o zagueiro fosse titular na grande maioria de jogos da equipe de Itu no torneio. O defensor de 26 anos destacou a importância dessa sequência de jogos para sua evolução.

“O que muda em relação ao ano passado é o fato de que, quanto mais a gente joga, mais se ganha em "quilometragem". Foi isso que aconteceu, voltei para o Ituano-SP, atuei em bastante jogos e fui amadurecendo, aprendendo novas coisas com os erros e aperfeiçoando com os acertos. É sempre necessário aperfeiçoar e evoluir, é algo que tenho dentro de mim. Estou no futebol, amo fazer isso, então busco sempre evoluir para que as coisas aconteçam da melhor forma possível.”

Marcando o primeiro jogo de Maurício Barbieri à frente da equipe, o Coelho vai até Santa Catarina enfrenar o Criciúma pela 3ª rodada do Brasileiro da Série B. Ainda sem pontuar no campeonato, o América entra em campo às 11h no estádio Heriberto Hülse.

 

*Hugo Lobão sob supervisão de Alexandre Simões