Um dos principais jogadores do Atlético na temporada, o atacante Hulk tem feito a diferença em campo, seja com gols, assistências ou arrancadas. A força física do atleta vem sendo destaque desde que ele retornou ao Brasil e, inevitavelmente, ele acaba sofrendo mais que os demais em campo. Hulk tem sido caçado em campo. Os adversários adotaram um “rodízio” de faltas em cima do camisa 7 do Galo, que diz já estar acostumado com a estratégia das equipes para tentar pará-lo. 


“ A gente que joga mais na parte da frente, no ataque, acaba por sofrer mais tomando algumas pancadas. Eu posso dizer que tomar pancada eu já estou acostumado. Onde eu passei, eu sempre fui muito caçado”, revelou Hulk. 

Recentemente, contra o Sport, Hulk recebeu um presente do árbitro Raphael Claus. O  juiz entregou ao atacante um cartão amarelo com uma mensagem de agradecimento pela postura de Hulk, que depois de reclamar de um lance, pediu desculpas a Claus reconhecendo os excessos e o engano na reclamação. Em cima disso, o atacante destacou a boa relação que vem tendo com os profissionais da arbitragem desde que voltou ao Brasil. 

“Os árbitros fazem o trabalho deles, que é o de proteger todos os jogadores, não só a mim. Acho que eles procuram fazer da melhor maneira possível. Tem uma situação ou outra que passa despercebida, mas que são de jogo. Particularmente, estou muito feliz aqui, com o desempenho dos árbitros, que procuram estar presentes e que abrem diálogo e isso é muito bacana, quando você consegue conversar com o árbitro. Vou procurar me livrar das faltas”, completou. 

Peça chave no esquema do técnico Cuca, Hulk soma 11 gols e quatro assistências na temporada.