Atual capitão do Atlético, Réver já viveu vários momentos marcantes da história recente do clube. Criticado no fatídico 6 a 1 para o Cruzeiro, o zagueiro foi responsável por erguer a Copa Libertadores de 2013 e também foi campeão da Copa do Brasil de 2014. Fato comum entres os casos de sucesso citados foram as improváveis viradas nas campanhas dos mais recentes títulos importantes do Galo.

Para seguir vivo na atual edição da Copa do Brasil, o Atlético vai precisar escrever mais uma história memorável e aplicar uma goleada de pelo menos três gols de diferença sobre o Cruzeiro para levar a decisão para as penalidades. Experiente no assunto, Réver se mostrou confiante na possibilidade de reviravolta no duelo contra a Raposa, visto por ele como o jogo mais importante do ano.

“O que me faz acreditar nisso é a confiança que eu tenho no elenco, no trabalho do treinador e a confiança no apoio que vai vir da arquibancada. Isso nos motiva ainda mais e vai fazer com que nós demos nosso melhor, porque nós sabemos que esse é o jogo mais importante da nossa, da nossa temporada.”

Referência dentro do clube, o zagueiro destacou a importância de a equipe manter a tranquilidade durante a partida. Réver lembrou as dificuldades de enfrentar o qualificado elenco do Cruzeiro, que começa a partida já coma vantagem dos três gols de diferença construída no primeiro jogo.

“Acredito que essa é a parte crucial para a gente, esse nervosismo, essa ansiedade. Por mais difícil que seja, quem tem que estar mais tranquilo na partida somos nós, mesmo com toda essa adversidade que nós temos, o placar, um adversário com muita qualidade, mas eu acho que nós temos que ser frios ali para que nós possamos passar esse nervosismo”.

Atlético e Cruzeiro se enfrentam às 19h15, desta quarta-feira (17), no Estádio Independência. Quem sair classificado do duelo vai conhecer seu adversário na semifinal da Copa do Brasil algumas horas depois, que sairá do jogo entre Palmeiras e Internacional. Na primeira partida, disputada em São Paulo, os paulistas venceram por 1 a 0.