O frio deu lugar ao calor e as subidas deram o tom no terceiro e penúltimo dia do Enduro da Independência, principal prova de regularidade do motociclismo brasileiro. Os 300 pilotos de 18 estados encararam um percurso de trilhas em torno de Caxambu, local da partida e da chegada, com dificuldades já nos primeiros quilômetros: a chegada ao Mirante do Cristo, ainda dentro da cidade. Um trecho em pedra sabão capaz de testar a perícia e surpreender os mais afoitos. Assim como a principal dificuldade da sexta-feira, a trilha do Lixão, em Baependi, que levou a caravana ao ponto mais alto da prova.

Na Elite, o penúltimo dia do Independência, assim como o primeiro, foi do lavrense Tunico Maciel (Honda Racing) que, desse modo, volta à briga pela vitória geral. Para isso, no entanto, terá de desbancar Emerson Loth, o Bombadinho (Pro Tork). Campeão em 2012, ele chega ao sábado comandando a classificação acumulada, 12 pontos à frente de Tunico. E 13 de Jomar Grecco (Yamaha Racing), vivo na luta pelo hexacampeonato. Uma disputa que só se define no último ponto de aferição quando, enfim, será possível fazer as contas.

Nas demais categorias, vitória no dia para Sandro Hoffmann (Graduado); Gabriel Calçado (Intermediária); Bárbara Neves (Feminino);  Lúcio Flávio Metzdorf Filho (Novato); Thiago Veloso (Brasil); Eric Neder dos Santos (Brasil Iniciante); Flávio da Silva Campos (Over); Erasmo Schwanz (Over 45); Edson de Castro Maciel (Over 50); Cássius Nunes (Over 55); George Parik (Over 60); Jose Carlos de Pádua/Marino Botta (Dupla Over 35); Bochecha Buzzini Fernandez/Maurício Pennino (Dupla Graduado); Bruno Zanchet/Daniel Folador (Dupla Intermediária) e André Henrique Lopes Fernandes/Wagner Sousa de Oliveira (Dupla Estreante).
Os campeões serão conhecidos nesse sábado, depois do percurso entre Caxambu e Lavras.

Leia mais sobre automobilismo e motociclismo no site Racemotor (https://www.racemotor.com.br)