O torcedor poderá comprar a nova camisa do Cruzeiro, com a marca da Adidas, nas lojas oficiais a partir da próxima quinta-feira (2), quando o clube completa 99 anos. A venda será a partir das 9h e apenas os produtos que já estão produzidos serão comercializados, pois os novos comandantes da Raposa devem anunciar, na tarde desta segunda-feira (30), pelo site oficial (www.cruzeiro.com.br) a rescisão do contrato com a fornecedora de material esportivo.

“Esse tipo de contrato é totalmente adverso ao Cruzeiro. Devemos romper hoje à tarde. Há um prazo que a gente tem de cumprir, mas tudo será explicado numa espécie de portal de notícias que vamos criar no site oficial”, explica Saulo Fróes, presidente do Núcleo Diretivo Transitório.

cruzeiro, adidas, uniformeNovas camisas do Cruzeiro, com a marca Adidas, serão vendidas nas lojas oficiais do clube a partir da próxima quinta-feira, mas clube vai romper contrato com a empresa nesta segunda-feira

Apesar da rescisão, o Cruzeiro iniciará a temporada 2020 jogando com a camisa da Adidas. “Há um prazo de 90 dias que precisamos de cumprir. E também não há tempo suficiente para se fazer as novas peças, até porque a tendência é partirmos para a marca própria”, afirma Saulo Fróes.

Segundo o dirigente ainda não há um nome escolhido para a marca cruzeirense. E nem se sabe se existirá uma.

Lojistas

A situação envolvendo Cruzeiro e Adidas gerou muito temor nos lojistas que investiram na compra do novo material esportivo da Raposa, que será mesmo lançado em 2 de janeiro nas lojas oficiais do clube.

O Hoje em Dia conversou com alguns lojistas nos últimos dias e apurou que os pedidos de materiais começaram a ser feitos ainda em maio, momento em que o Cruzeiro estava muito bem na temporada, brigando pela melhor campanha da fase de grupos da Libertadores e com o título recente de campeão mineiro.

Como as lojas oficiais iniciarão a comercialização dos produtos Adidas no próximo 2 de janeiro, os vendedores das franqueadas estão se preparando com treinamentos específicos. E os proprietários das lojas adequando-as com a identidade visual da nova fornecedora.

“Estou com milhares de sacolas com a marca da Adidas no estoque. Como que vou fazer se essa parceria que foi anunciada sequer começar? E o prejuízo?”, destacou um dos lojistas que, temendo represálias, pediu para sua identidade ser preservada.

Cruzeiro e Adidas firmaram contrato por três anos, com início do vínculo em 2020 e término em dezembro de 2022, mas o acordo deve ser rompido na tarde desta segunda-feira.