De volta ao estádio La Bombonera, local onde disputou clássicos entre Boca Juniors e River Plate, sua ex-equipe, o atleticano Nacho Fernández atuou durante quase todo o tempo no empate sem gols com os xeneizes, nessa terça-feira (13), pela partida de ida das oitavas de final da Copa Libertadores.

Recuperado de uma lesão na coxa esquerda, o meia assumiu a braçadeira de capitão nesse duelo e só foi substituído aos 45 minutos do segundo tempo, para a entrada de Calebe. Depois do confronto, o argentino fez uma análise da performance do Galo e ressaltou a necessidade de o time melhorar em alguns aspectos para se sobressair no jogo no Mineirão, na próxima terça (20).

“Creio que foi uma partida muito disputada. Ninguém das duas equipes teve muito espaço. Mas, sim, há coisas a corrigir. É hora de tratar de descansar e depois pensar na próxima partida”, afirmou.

E prosseguiu: “A dificuldade foi que o Boca não deixou muitos espaços. Não fomos tão precisos quando tivemos algum espaço. Uma partida em Libertadores é assim e se decide no mínimo detalhe. Temos que estar concentrados. Teremos o jogo em casa para passar de fase”.

Além disso, como em outras ocasiões, destacou a missão que carrega trajando a veste alvinegra. “Hoje estou no Atlético, clube que confia muito em mim, e trato de fazer o melhor por essa equipe”, declarou.

Atlético