Uma festa na casa do jogador Cazares, do Atlético, em Lagoa Santa, na noite desse domingo (8), acabou em confusão e denúncia de agressão. O atleta, outros convidados da festa e duas mulheres, que alegam terem sido agredidas pelo jogador, prestam depoimento na 8ª Companhia da Polícia Militar (PM) desde a manhã desta segunda-feira (8). A previsão que é todos sejam ouvidos até o fim do dia.

Segundo informações preliminares da Polícia Civil, apenas os policiais militares que atenderam à ocorrência foram ouvidos até o momento. O jogador deve ser o último a ser ouvido pelos investigadores.

Ouça, abaixo, a entrevista com o tenente Tiago Nasser, que explica a ocorrência:

Veja, também, vídeo em que mostra Cazares deixando a Companhia da PM em uma viatura:

 

Conforme informações da PM, Cazares alegou que as mulheres foram convidadas para a festa e, em dado momento, ele teria percebido que elas demoravam muito no banheiro. Segundo o jogador, ele teria ido verificar e percebeu que elas estariam usando drogas, momento em que ele teria mandado que elas saíssem da casa. 

Segundo o depoimento das mulheres à polícia, neste momento, o jogador e outros convidados da festa teriam agredido as duas. Elas ainda disseram que Cazares ofereceu R$ 10 mil para que elas não fossem adiante com a denúncia. Já na versão do jogador apresentada à polícia, as mulheres teriam exigido a quantia para não falarem sobre a festa. 

​​O jogador chegou a Lagoa Santa nesse domingo (8), após a partida entre Atlético e Botafogo, no Rio de Janeiro, na qual o time mineiro perdeu para os donos da casa. 

Procurada pela reportagem, a assessoria do Atlético informou que aguarda uma apuração dos fatos e também uma posição do atleta para, então, se manifestar sobre o caso.  

Leia mais:
Mineiros em campo pelo Brasileiro na busca da recuperação
Rodrigo Santana discorda das críticas a Cazares: 'é um jogador que participa muito'