cazares, juan cazares

 

O futuro do meia equatoriano Cazares será longe do Atlético e quem garante isso é o próprio técnico Jorge Sampaoli. Em entrevista coletiva após a vitória atleticana por 2 a 0 sobre o Ceará, na manhã deste domingo, no Mineirão, o treinador falou sobre o futuro do meio-campista.

De acordo com o comandante, Cazares, que treina separado do grupo na Cidade do Galo, pode ser negociado para "jogar em algum outro lugar em qualquer momento". 

"Cazares está em outro terreno, está mais vinculado a ser emprestado por um montão de fatores, como funcionamento desportivo. Espero que tenha a possiiblidade de jogar em algum outro lugar em qualquer momento", revelou.

Citação do nome do equatoriano

O nome de Cazares foi citado por um jornalista em entrevista no pós-jogo contra o Ceará pela ausência de Nathan, que se lesionou e ficará afastado dos treinos e jogos nas próximas semanas.

O equatoriano treina com a equipe de transição no CT Alvinegro e só atuou por 35 minutos na temporada de 2020. Desde o começo do ano o jogador manifesta desejo de sair do Atlético. Detalhe revelado inda por Rafael Dudamel, quando o venezuelano era o treinador da equipe. 

Detalhes extracampo colocam a situação do meia ainda pior no clube. O jogador furou a quarentena para jogar futebol com amigos e outros jogadores atleticanos, como Otero, por exemplo, e acabou contraindo coronavírus. O envolvimento do meio-campista em polêmicas e até em caso de polícia irritaram a diretoria alvinegra.

Outros jogadores

Sampaoli também foi questionado sobre outros jogadores que não estão tendo oportunidades no Atlético. O questionamento em pergunta feita na coletiva de imprensa foi sobre Dylan Borrero, Otero e Maílton. 

"Se não está aqui, não está pronto", disse de forma rápida e seca sobre Borrero.
Em relação aos outros dois foi taxativo: "Estão procurando um desenvolvimento de uma ideia. Alguns jogadores pegam rápido, outros mais lentos, e outros que nunca (entendem a ideia)", disse.

Otero pode ser envolvido em negociação com o Corinthians. A Rádio Itatiaia trouxe essa informação na semana passada, e o Hoje em Dia confirmou a possibilidade. O que trava o negócio neste momento é o salário do venezuelano.