A diretoria do Ceará cobra uma divida de cerca de R$ 1,5 milhão do Cruzeiro referente a transação envolvendo o volante Uillian Correia, em agosto. Segundo o clube cearense, o débito venceu há alguns dias e o time estrelado já foi notificado do não pagamento.
 
Em entrevista ao jornal O Povo, o diretor jurídico do Ceará, Guilherme Magalhães, minimizou o assunto e revelou que o problema deve ser resolvido nos próximos dias e que não há hipótese do contrato do jogador com o Cruzeiro ser cancelado e ele voltar ao Ceará. “O contrato do Ceará com o Cruzeiro foi um e o do jogador com o Cruzeiro é outro”, explica.
 
Segundo o departamento financeiro do Cruzeiro, a parcela já foi quitada. Além de Uillian Correia, recentemente, o Cruzeiro negociou com o Ceará a compra do atacante Marinho por R$ 1,2 milhão.