No último sábado (14), o volante Jair completou cem partidas pelo Atlético, celebrando o feito com um triunfo por 2 a 0 sobre o Palmeiras, no Mineirão. E nesta segunda-feira (16), ele recebeu das mãos do auxiliar Éder Aleixo uma camisa com o número "100" nas costas.

"Feliz pela marca de cem jogos. A gente sabe o quanto é difícil para um atleta fazer esse número de partidas por um clube como o Galo. Claro que é início de um planejamento desde que cheguei, de conquistar título, escrever meu nome na história do clube. Marca grande, mas tem muita coisa ainda a conquistar", declarou Jair.

Indagado sobre o principal momento nesse período, ele fez questão de relembrar alguns.

"Meu primeiro gol com a camisa do Galo (nos 4 a 0 sobre a URT, em 30 de janeiro de 2019), o clássico que ganhamos no Mineirão (em cima do Cruzeiro, no dia 7 de março de 2020), com gol do Otero, com estádio cheio, coisa inexplicável... Por si só vestir a camisa do Galo é um momento marcante. Só tenho a agradecer a Deus em atuar num clube como o Atlético", disse.

River Plate

O próximo passo de Jair nessa trajetória é o confronto de volta das quartas de final da Libertadores, diante do River Plate, no Gigante da Pampulha, nesta quarta-feira (18), às 21h30.

No primeiro embate, no Monumental de Nuñez, o Galo venceu por 1 a 0 e vai precisar de, no mínimo, um empate no Mineirão para avançar às semifinais.

"O River é um time que tem que ser respeitado. Sabemos da força deles, não podemos entrar no oba-oba. A gente tem que entrar ligado do começo ao fim e mostrar nossa força dentro de casa para sair com o resultado positivo", destacou.

Atlético