Centenário do Cruzeiro - 1921 a 1930: Da fundação ao Tricampeonato da Cidade

Alexandre Simões e Thiago Prata
@oalexsimoes @ThiagoPrata7
30/12/2020 às 17:03.
Atualizado em 27/10/2021 às 05:26
 (Cruzeiro/Arquivo)

(Cruzeiro/Arquivo)

Cruzeiro/Arquivo

Na sua primeira década de existência, a Societá Sportiva Palestra Itália se transforma no clube do Barro Preto, com a inauguração do seu estádio, em 1923. Antes, em 1922, tinha disputado contra o América a primeira final direta da história do Campeonato da Cidade (Mineiro).

Em tempos de muitos problemas nos bastidores do futebol de BH, o clube rompe com a Liga Mineira em 1926, disputa uma competição pela recém-fundada Associação Mineira de Esportes Terrestres (AMET) e conquista o primeiro título da sua história.

Em 1928, 1929 e 1930, o primeiro esquadrão da história palestrina fatura o tri do Campeonato da Cidade.Cruzeiro/Arquivo

Os craques

O destaque do Palestra Itália na sua primeira década foi João Fantoni, o Ninão, artilheiro do Campeonato da Cidade em 1928 (43 gols), 1929 (33) e 1930 (18). São 163 bolas na rede com a camisa palestrina em 130 partidas, média de 1,25 por jogo.

Além dele, há outros nomes importantes do grande time tricampeão da Cidade em 1928, 1929 e 1930, como seu primo Nininho, o que seria hoje um lateral-esquerdo, que assim como ele também foi pioneiro e, no início da década de 1930, foi jogar na Lazio, da Itália.

Outros destaques são os atacantes Piorra e Bengala, além do técnico italiano Matturio Fabbi, que comandava aquele esquadrão.Arte: Patrícia Silva

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por