Chefe de Sebastian Vettel por anos na Red Bull, Christian Horner viu, no último fim de semana, o alemão vencer pela primeira vez por sua nova equipe na Fórmula 1. Para o dirigente, o triunfo do tetracampeão mundial no GP da Malásia mostra que ele já "sente tudo o que precisa" quando pilotou pela Ferrari e se adaptou rapidamente ao carro da escuderia.

"Obviamente, ele sente tudo que precisa do carro que a Ferrari está fornecendo a ele", disse Horner. "Ele tem uma boa sensibilidade para a dirigibilidade, ele é muito bom em cuidar dos pneus, e nisso ele é muitas vezes imbatível", disse Horner em entrevista ao site da revista inglesa Autosport.

Com uma longa relação com Vettel, Horner admitiu que ficou feliz com a vitória do seu pupilo, a 40ª da carreira do alemão. E o dirigente classificou o resultado como uma "clássica vitória" do hoje piloto da Ferrari.

"Em uma nota pessoal, foi fantástico para ele", acrescentou Horner. "Foi a clássica vitória de Sebastian Vettel. Eu acho que ele dirigiu de forma brilhante. Ele fez os pneus trabalharem em uma estratégia diferente. E quando Sebastian está na liderança, temos visto muitas vezes do que ele é capaz", completou.

Na Fórmula 1 desde 2007, quando disputou suas primeiras provas pela Toro Rosso, Vettel correu pela Red Bull entre 2009 e 2014. Nesse período, conquistou quatro títulos mundiais, entre 2010 e 2013.

No fim do ano passado, Vettel acertou com a Ferrari. E após conquistar o terceiro lugar no GP da Austrália, ele venceu a prova malaia, o que o colocou em segundo lugar no Mundial de Pilotos, com 40 pontos, três a menos do que o líder Lewis Hamilton.