O meio de semana será bastante movimentado no futebol sul-americano. Na última rodada da fase de grupos da Libertadores, quatro clubes brasileiros vão a campo lutar por vaga nas oitavas de final. Tentando impedir um vexame nacional, Atlético-PR, Botafogo, Cruzeiro e Flamengo podem protagonizar um recorde negativo para o Brasil na principal competição das Américas.

Desde 2000, quando o torneio passou a contar com 32 clubes, nunca dois times brasileiros foram eliminados antes das oitavas de final. Em 13 anos, foram sete eliminados na fase de grupos (além do Corinthians na pré-Libertadores) e o último representante do País a amargar a precoce desclassificação foi o Flamengo, em 2012.

No ano passado, porém, a situação foi bastante favorável aos brasileiros: todos os seis estiveram entre os 16 melhores do torneio. A classificação em massa dos tupiniquins pode ser repetida desta vez, mas há grande risco de não acontecer, já que os quatro "ameaçados" têm compromissos complicados.

Excluindo os já classificados Atlético e Grêmio, os torcedores dos demais times brasileiros devem sofrer nesta rodada. Na noite desta terça-feira (8), o Atlético-PR é o primeiro a decidir seu futuro. O duelo do Furacão é contra o The Strongest, mas o principal adversário deve ser a altitude de 3,6 mil metros de La Paz, na Bolívia. O empate fora de casa basta para a classificação, mas a derrota resulta em eliminação.

Na quarta-feira (9) é a vez de Botafogo, Cruzeiro e Flamengo. Para se garantir nas oitavas o Alvinegro precisa vencer o San Lorenzo na Argentina, enquanto a derrota culmina em desclassificação e o empate pode servir caso o Independiente del Valle não vença o Unión Española por dois ou mais gols de diferença. Já o Rubro-Negro tem vida menos complicada, pois recebe o León, do México, precisando de um triunfo simples no Maracanã.

Fechando a quarta-feira (10), o Cruzeiro também tem compromisso em casa, mas precisa de uma vitória larga para não depender do resultado de Defensor x Universidad do Chile. No Mineirão, a Raposa pega o Real Garcilaso buscando fazer três ou mais gols de diferença para confirmar lugar nas oitavas.

Classificados antecipadamente, Atlético e Grêmio só jogam na quinta-feira. No Independência, um simples empate com o Zamora garante a liderança do grupo 4 ao Galo; e na Arena o Tricolor dos Pampas vive situação idêntica contra Nacional do Uruguai, lutando inclusive pela melhor campanha geral da Libertadores.