O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) lançou nesta quarta (11) a Academia Brasileira de Treinadores (BT), com o objetivo de preencher a carência na formação de técnicos de alto rendimento. Os interessados no curso, financiado pelo COB, devem ser profissionais de educação física registrados nos respectivos Conselhos Regionais de cada Estado.

O presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, considerou a carência "um ponto crítico do esporte brasileiro". O edital do processo de seleção está disponível no site www.cob.org.br.

O curso será dividido em oito módulos presenciais, três a distância e um de estágio. O técnico da seleção masculina de vôlei, Bernardinho, é um dos "Consultores de Honra" da Academia.