Nesta terça-feira (30), o meia Cazares completou exato um mês da nova quartenta, após ter sido diagnosticado com o novo coronavírus. Próximo de um retorno às atividades, mas ainda sem data marcada, o equatoriano participou de apenas uma partida na atual temporada; mesmo assim, sem atuar os 90 minutos.

Acionado pelo interino James Freitas no clássico contra o Cruzeiro, o camisa 10 atuou apenas 28 minutos na vitória por 2 a 1 sobre o rival. Antes disso, ele não havia entrado em campo, quando o comandante era o venezuelano Rafael Dudamel.

Naquela época, com proposta do mundo árabe, o jogador pediu para ficar de fora das partidas pois não estava com a cabeça focada no clube no qual tem contrato até dezembro. Na sequência, teve uma lesão muscular, que o levou ao DM. 

A última partida em que atuou nos dois tempos (completos) aconteceu há exatos 210 dias. Foi na vitória por 2 a 0 sobre o Botafogo, em jogo realizado em Belo Horizonte, válido pelo Campeonato Brasileiro.

Com a situação de renovação indefinida - o agente do equatoriano já afirmou algumas vezes que ele não estenderá o vínculo -, Cazares está 'sob avaliação' de Sampaoli e diretoria. Com a iminente saída, o jogador pode, inclusive, ser negociado ainda nos próximos meses, com o intuito do clube de faturar com a saída. Em dezembro, não terá tal privilégio.