Eternizado como um dos jogadores mais importantes da história do Cruzeiro, o goleiro Fábio alcançou outra marca expressiva com a camisa celeste. A vitória por 3 a 0 sobre a Chapecoense, nesse domingo (21), no Independência, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, marcou o jogo de número 800 do goleiro pelo time estrelado.

A trajetória do camisa 1 na Raposa começou no ano 2000. Ainda jovem, com idade para atuar pelos juniores do clube, Fábio fez parte do elenco que conquistou o título da Copa do Brasil daquele ano.  

Com poucas perspectivas de desbancar o então titular André, se transferiu para o Vasco, onde permaneceu até 2004.

No ano seguinte, já com status de um dos principais goleiros do país, voltou a Toca da Rapos  dando início a uma trajetória marcada por momentos difíceis, lesões, mas de várias conquistas, e muita idolatria por parte do torcedor cruzeirense.

Recordistas de partidas pelo clube, Fábio tem onze títulos pela Raposa até o momento, sendo três Copas do Brasil (2000,2017 e 2018), dois Campeonatos Brasileiros (2013 e 2014) e seis Campeonatos Mineiros (2006,2008,2009,2011, 2014 e 2018).

Coroação

Para coroar o importante feito com a camisa do Cruzeiro, Fábio teve uma atuação impecável. Mesmo com boa vantagem no placar desde o primeiro tempo, o camsia 1 fez pelo menos duas defesas impressionantes, evitando que o time fosse vazado diante sua torcida. 

O lance de maior plasticidade foi na primeira etapa, quando o goleiro defendeu uma cabeçada de Leandro Banana no ângulo direito, no contrapé, de forma espetacular. 

Após o duelo, Fábio comemorou o triunfo, que veio depois de quatro rodadas no Campeonato Brasileiro.

"Todo mundo fez um jogo muito concentrado e coroamos com uma bela vitória. Precisavamos voltar a vencer no campeonato e nada melhor do que uma vitória como essa, diante do nosso torcedor", afirmou o goleiro. 

Em relação a possíveis marcas que ainda poderia buscar com a camisa celeste, entre elas o jogo de número mil, Fábio, que tem 38 anos, mostrou cautela, e destacou o grande ambiente que encontra no clube. 

"Estou muito feliz no Cruzeiro, pelo reconhecimento o torcedor, dos companheiros, do nosso treinador de goleiros. Esse reconhecimento nos fortalece para trabalhar mais". 

Leia mais:

Com primeiro tempo impecável, Cruzeiro arrasa a Chapecoense e volta a vencer no Brasileiro