Seja por contusões, suspensões ou problemas de ordem burocrática, a pressionada comissão técnica do Atlético vem de uma grande sequência de obstáculos para montar o time titular, tanto na Copa Libertadores quanto no Campeonato Mineiro de 2016.

Para o primeiro confronto da semifinal do Estadual, neste domingo, às 16h, contra a URT, em Patos de Minas, o clube alvinegro ainda não poderá contar com o goleiro Giovanni, o lateral-direito Patric e o atacante Hyuri, que seguem em tratamento de contusões, além do meia Luan, que nesta semana aumentou a lista do departamento médico.

O Maluquinho sofreu duas lesões no joelho direito (no menisco e na cartilagem), passará por cirurgia e deverá ficar fora de combate por alguns meses, de acordo com o médico do Galo, Rodrigo Lasmar.

Com a ausência do titular, uma porta se abre para o jovem Clayton. Recém-contratado, o atacante não pôde ir a campo durante a fase de grupos da Libertadores, pois não foi inscrito a tempo. Disponível para o Mineiro, ele é o principal candidato a assumir a vaga no setor ofensivo.

Por outro lado, a equipe poderá contar com os retornos do zagueiro Leonardo Silva, após suspensão, e do meia Dátolo. Recuperado de lesão muscular após um mês, o argentino intensificou os treinos para recuperar a forma, mas já está liberado pelos médicos.

A reapresentação do elenco alvinegro está marcada para as 16h de hoje, na Cidade do Galo. Após a primeira partida da semifinal, o grupo terá a agenda livre para treinos até o jogo da volta pelo Estadual, no fim de semana seguinte.

URT

Dona da melhor campanha entre os times do interior, a União Recreativa dos Trabalhadores chega para o duelo contra o Atlético como “franco-atiradora”. O bom desempenho na primeira fase do campeonato, no entanto, credencia a equipe de Patos de Minas como uma forte adversária na semifinal.

A equipe comandada pelo técnico Ademir Fonseca passou invicta nas três partidas contra os times grandes da capital, com uma vitória e dois empates.

Contra o Cruzeiro, arrancou um ponto no Mineirão (1 a 1). Depois, venceu o próprio Atlético, no estádio Bernardo Queiroz Rubinger (1 a 0), na estreia de Robinho como titular. Por fim, empatou com o América, em casa (1 a 1), dando-se ao luxo de jogar com time misto, na última rodada.

Colaborou Felipe Repolês