A proposta da Federação Mineira de Futebol (FMF), de retomada do Módulo I do Campeonato Mineiro a partir de 26 de julho, foi bem recebida pelo secretário de saúde do Estado, Carlos Eduardo Amaral, que vai encaminhá-la ao COES Coronavírus (Centro de Operações de Emergências) para uma palavra final. A informação é de Adriano Aro, presidente da entidade, em entrevista à Rádio Itatiaia. Ela prevê a competição encerrada em três semanas, com sede única e confinamento dos 12 clubes participantes. A preferência é por Belo Horizonte. E aí está o problema: neste momento, a capital não receberia em hipótese alguma os jogos, segundo uma fonte da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte (PBH).

Adriano Aro Carlos Eduardo Amaral

O secretário de saúde de MInas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, recebeu na manhã desta quarta-feira o presidente da FMF, Adriano Aro

A cidade está vivendo seu pior momento em relação à pandemia pelo novo coronavírus, com números alarmantes de ocupação de UTIs após iniciar um processo de flexibilização a partir de 25 de maio.

Novos leitos foram abertos na capital, mas desde o início da pandemia este é o momento de maior preocupação entre os integrantes do comitê que toma todas as decisões no enfrentamento à Coivid-19 em Belo Horizonte.

Diante deste quadro, Adriano Aro garante: “O Campeonato Mineiro pode ser decidido no interior. Se a capital não tiver viabilidade nós vamos mandar em outra cidade. O prefeito (Alexandre Kalil) foi muito claro na conversa que tive com ele. Disse que só faz em Belo Horizonte o que é possível fazer. Vai depender dos números, do estágio da pandemia”.

O Governo de Minas não marcou uma data para responder à FMF sobre a proposta apresentada nesta quarta-feira. Mas segundo Aro, existe a promessa de um posicionamento no tempo mais curto possível, mas é uma análise que depende de muitas análises técnicas.

Paralelamente ao estudo dos técnicos do Estado, os contatos com as prefeituras que podem receber as partidas finais do Módulo I já acontecerão: “Vamos estudar pelo menos três cidades que podem receber a reta final do Mineiro e enquanto aguardamos a resposta da Secretaria de Saúde, fazemos contato com os locais selecionados”.

Reunião

Após a resposta da SES, se ela for positiva, Adriano Aro disse que será feita uma reunião com todos os 12 clubes participantes do Módulo I quando será definida a reta final da competição, que terá todos os jogos disputados, com semifinais e finais em ida e volta, tanto no Módulo I como no Troféu Inconfidência.

Segundo o dirigente, com o torneio em sede única, é grande a chance de disputa de rodadas duplas. Além disso, o local escolhido precisa ter pelo menos um campo com estrutura para receber os jogos que serão transmitidos em TV aberta e também no sistema pay-per-view.