A última partida da equipe foi há cinco meses, sem deixar boas lembranças. Afinal, na semfinal da Superliga, diante do Taubaté, chegava ao fim o sonho do hepta da competição nacional. Jogadores saíram, outros chegaram, o comandante Marcelo Méndez confirmou a permanência por mais um ano e, agora, é hora de voltar à quadra. Ainda sem a força máxima, o Sada Cruzeiro é o último time a estrear no Mineiro Adulto Masculino de Vôlei, lutando por um impressionante decacampeonato. O time celeste encara, em seu primeiro desafio na competição, às 20h, no Ginásio da Unifemm, em Sete Lagoas, um grupo bastante conhecido: o Lavras Vôlei é composto, em boa parte, por atletas sub-19 e sub-21 da equipe do Barro Preto, sob o comando do técnico Tiago Silva.

Novidade também no banco celeste, já que Marcelo Méndez está com a seleção da Argentina que disputa o Sul-Americano do Chile. Com isso, até outubro, quem comanda a equipe é o auxiliar Beto Martelete. Que não conta, por enquanto, com Isac e Cachopa (com Renan dal Zotto na competição internacional); o central Cledenílson (Pingo) e os estrangeiros Facundo Conte e Gord Perrin.

Por outro lado, não devem faltar estreias. Depois de mais de uma década com Serginho como líbero, a posição agora é de Lukinha, vindo do Campinas depois de uma boa Superliga. Outro que fará suas primeiras partidas com a camisa estrelada é o central Otávio, revelado pelo Minas e campeão nacional com o Taubaté. "Tenho até que controlar essa ansiedade de estrear com a camisa do clube do coração. Além disso, quero muito ser campeão estadual pela primeira vez. Sempre que disputei a competição perdi justamente para o Cruzeiro. Mas nada vem fácil, temos que trabalhar jogo a jogo, colocar em quadra o que a gente vem fazendo nos treinamentos e estrear muito bem”. Com Cachopa na Seleção, o levantador é o experiente Rodriguinho, que trabalhou com Marcelo Mendez no Montes Claros.

Entre as caras conhecidas, destaque para o oposto Evandro (que desta vez pôde fazer a pré-temporada completa); o ponteiro e capitão Filipe e o ponteiro Rodriguinho.

O terceiro circuito do Mineiro traz mudanças em relação aos anteriores, realizados em sede única (Anápolis, em Goiás, e Uberlândia, respectivamente). Depois da partida de hoje, Sada Cruzeiro e América se enfrentam sábado, em Montes Claros – primeira partida da nova equipe no Poliesportivo Tancredo Neves – e o confronto entre América e Lavras acontece apenas em 24 de outubro.

Classificação

A liderança é dividida entre Fiat Minas e América, ambos com 100% de aproveitamento (três jogos e três vitórias). Com uma vitória, o Uberlândia Start Geração e o Anápolis dividem a terceira posição. Os goianos, comandados pelo mineiro Ricardo Picinin, disputam a competição como convidados.

VOL

Digite aqui a legenda