Atual campeã da Eurocopa, a seleção de Portugal enfrenta a Suíça nesta quarta-feira, (5) às 15h45 (de Brasília), no estádio do Dragão, na Cidade do Porto, ciente de que entrará em campo como favorita também pelo fato de que atuará em casa, com forte apoio dos seus torcedores, e com a presença do atacante Cristiano Ronaldo. O jogador da Juventus fará a sua estreia na competição.

Depois da Copa do Mundo de 2018 na Rússia, na qual Portugal caiu nas oitavas de final para o Uruguai, desfalcou a seleção nos quatro jogos pela fase de classificação da Liga das Nações. O zagueiro brasileiro naturalizado português Pepe assumiu o posto de capitão e agora diz que devolverá a faixa com muito orgulho. "Temos o privilégio de ter o melhor jogador do mundo, que é uma máquina de fazer gols. Além de termos o Cristiano, acho que os pontos fortes de Portugal são sermos uma equipe muito humilde e trabalhadora em campo, respeitadora dos seus adversários, mas que também tem muita ambição", contou.

Para enfrentar os suíços, o técnico de Portugal, Fernando Santos, fez questão de exalta a força do adversário e evitou qualquer clima de euforia antecipada antes deste confronto que abrirá as semifinais da Liga das Nações.

"É uma Suíça de grande qualidade, que tem crescido muito desde 2014. Está aqui por mérito próprio. Eliminou a Bélgica e teve jogadores nas duas finais de clubes da Uefa", lembrou o treinador, em entrevista coletiva na arena da partida, se referindo às decisões da Liga Europa e da Liga dos Campeões, realizadas na semana passada.

Ao mesmo tempo, porém, o comandante português já projetou a conquista do título ao comentar sobre a importância de saber aproveitar o fator campo - a decisão da Liga das Nações também ocorrerá no estádio do Dragão, neste domingo. O outro finalista do torneio será definido nesta quinta-feira no duelo entre Holanda e Inglaterra, em Guimarães, outra sede portuguesa deste estágio derradeiro da competição.

"É importante para nós ganhar esta fase final. Vivemos de títulos, é o que faz progredir as equipes", enfatizou Fernando Santos, que também salientou: "Sempre é importante ganhar um título, mas a Suíça pode nos dar muito trabalho".

Suíça

O técnico da Suíça, Vladimir Petkovic, exibiu confiança de que a sua seleção poderá eliminar a seleção de Cristiano Ronaldo na casa do rival. E ele ainda acredita que o seu time poderá conquistar o título da competição neste domingo.

Petkovic mostrou confiar no avanço da Suíça à luta pelo título ao ser questionado sobre como será encarar Cristiano Ronaldo. "Ele merece um tratamento extra, claro. Mas Portugal não depende só dele, existe como equipe e o técnico (Fernando Santos) tem feito um grande trabalho. Não viemos só participar, viemos para ganhar", avisou o comandante, em entrevista coletiva concedida no estádio do Dragão.

No ano passado, o treinador conduziu a Suíça na campanha que levou a seleção às oitavas de final da Copa do Mundo de 2018, na Rússia, onde o seu time empatou por 1 a 1 com o Brasil em sua estreia na competição. E agora a equipe nacional voltou a exibir força ao avançar às semifinais da Liga das Nações, feito assegurado ao terminar a primeira fase da competição como líder de um grupo que contou com a Bélgica, terceira colocada do Mundial do ano passado, e a Islândia.

"Estamos preparados para enfrentar qualquer equipe de Portugal, estamos focados no nosso jogo e na nossa forma de jogar", destacou Petkovic, que depois enfatizou: "Estamos preparados para qualquer cenário".

Leia mais:
Após tratar lesão por 11 dias, Marta volta a treinar no campo visando o Mundial
Cristiano Ronaldo e Robinho já protagonizaram acusações de estupro no futebol
João Pedro é exaltado no Fluminense: 'Vemos isso com Messi e Cristiano Ronaldo'