O Itambé/Minas está oficialmente formado para a temporada 2021/2022. Em evento realizado nesta segunda-feira (11), no próprio Minas Tênis Clube, as jogadoras e a comissão técnica foram apresentadas aos torcedores e à imprensa.

Atual campeão da Superliga Feminina de Vôlei, da Copa do Brasil, do Sul-Americano e do Campeonato Mineiro, o time da rua da Bahia manteve a base do último ciclo.

O destaque fica por conta da permanência das centrais Thaisa e Carol Gattaz e da levantadora Macris. As duas últimas, inclusive, conquistaram a medalha de prata com a Seleção Brasileira nos Jogos de Tóquio.

Também renovaram com o Minas a líbero Leia, a oposta Danielle Cuttino, as ponteiras Pri Daroit e Luiza Vicente, a central Júlia Kudiess e a levantadora Pri Heldes.

Foram contratadas a líbero Júlia, a oposta Kisy e as ponteiras Priscila Souza e Neriman Ozsoy, que defende a seleção Turca.

Após representar o Brasil no Campeonato Mundial Sub-18, a jovem central Rebeca foi promovida ao time principal.

No comando da equipe permanece o técnico italiano Nicola Negro, que será auxiliado por Durval Nunes, o Duda, e pela bicampeã olímpica Sheilla Castro.

Completam a comissão a fisioterapeuta Bruna Melato, o estatístico Rodrigo Fuentealba e o preparador físico Alexandre Marinho.

Confiança

Capitã e um dos pilares do Minas, Carol Gattaz mostra muito otimismo em relação ao desempenho da equipe nos próximos campeonatos.

"Estamos muito empolgadas e a motivação é muito grande para o início da temporada. Nós sabemos que vai ser uma temporada intensa, com vários campeonatos, mas o Itambé/Minas está pronto. Sabemos que todos os outros times querem ganhar da gente, principalmente porque fomos campeãs de tudo na última temporada, mas conhecemos a força da nossa equipe e estamos preparadas", disse a central, em entrevista às mídias oficiais do Minas Tênis Clube.

Na mesmo tom que Gattaz, Nicola Negro tem boas perspectivas para a equipe, mas faz questão de destacar os obstáculos que o time deve enfrentar nas competições.

"A expectativa como sempre é muito alta. É claro que o nosso time vem de uma temporada histórica, realmente fantástica, mas temos que lembrar que isso já faz parte do passado. Cada temporada tem uma história diferente e sabemos que vamos enfrentar times muito competitivos, mas vamos trabalhar para construir mais um capítulo campeão do Itambé/Minas".

Leia Mais:
Com seis reforços, Minas Tênis Clube apresenta seu elenco para a temporada 2021/22
Brasil vence Argentina e conquista o 33º título Sul-Americano de vôlei
Entrevista: Macris fala sobre Seleção, medalha de prata, Minas Tênis Clube e ambições na carreira