A vitória por 2 a 0 sobre o líder Bragantino na última terça-feira (8), no Independência, que colocou o América, pela primeira vez nesta edição, no G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro, teve mais um significado para o Coelho. E ele mostra a qualidade do trabalho do técnico Felipe Conceição, que assumiu o time na 10ª rodada, depois de a equipe ser dirigida por Givanildo Oliveira e Maurício Barbieri.

Com os três pontos, o América chegou a 36 em 18 partidas com o atual treinador. Isso dá um aproveitamento de 66,7%, exatamente o mesmo que passou a ter o líder Bragantino com a derrota no Independência, isso considerando os 27 jogos desta Série B. O time de Bragança Paulista soma 54 pontos na competição.

E essa façanha americana sob o comando de Conceição tem como ponto principal a transformação do Independência num diferencial.
Nas primeiras nove rodadas desta Série B, o América foi mandante quatro vezes e somou apenas um ponto, com um aproveitamento de 80%.

Com o atual treinador, o time completou dez partidas em casa na última terça-feira e alcançou um aproveitamento de 80%, pois foram sete vitórias, dois empates e apenas uma derrota.

E na sua coletiva após a vitória sobre o Bragantino, o treinador destacou exatamente a força do América no Independência garantindo que será muito difícil alguma equipe vencer o Coelho em sua casa. E deu ainda mais esperança ao torcedor ao garantir: “temos margem de crescimento”.

O próximo desafio americano, e o objetivo agora é permanecer no G-4, será diante do lanterna Figueirense, no próximo sábado, às 19h, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florinaópolis, na partida que encerra a 28ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.